Close

Arquivos Mensais: outubro 2014 [f2014Fri, 31 Oct 2014 17:34:24 +000010pm312014 31America/Sao_Paulo 31pm31pm 31201424 pmFri, 31 Oct 2014 17:34:24 +0000q00000034v201424 10America/Sao_Paulo1024pm3424]

Receita para escrever uma fábula

Para escrever uma fábula você precisa de um leão, uma raposa, um macaquinho muito esperto e um camaleão – este não pode faltar, dada sua genial capacidade de se adaptar a qualquer história e a qualquer cenário. Junte a esses personagens um pouco de sátira, outro tanto de inveja e um bocadinho de desdém e […]

31 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética fábula

Ler Mais

O encontro no parque

Sempre que nos encontramos nas tardes ensolaradas do parque sei que ela fica feliz. Não dizemos palavra, não nos tocamos, mas sei que ela exulta quando me vê chegar tão perto. Nessas tardes de verão, a despeito do calor, ela está sempre vestida de negro, elegante e discreta. Ficamos frente a frente, saboreando o prazer […]

Ler Mais

Um homem e a condição miserável do Homem

Se neste exato momento em que o despertador tocou eu pudesse continuar dormindo até me cansar da cama, fingir que não há tempo nem relógio, telefonar ao chefe e dizer que não pisaria mais naquela empresa mesmo que ele me desse aumento de cargo e salário, se eu pudesse dizer à minha mulher que me esquecesse […]

29 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética homem

Ler Mais

As ilusões

Dona Zulmira tem uma profissão que muito pouca gente compreende à primeira vista. Seu trabalho é criar ilusões. Claro que não se trata de um trabalho como o de um médico, de um professor, ou mesmo de um advogado. É um labor especial, embora muito simples, que mexe com o mais profundo das pessoas: ela […]

27 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos ilusão

Ler Mais

Os vizinhos

Não é fácil viver em condomínio. Quem consegue pode se considerar um ser iluminado. Pode, inclusive, reclamar algum prêmio por dominar a arte de dividir o elevador com pessoas horríveis, suportar encontros desagradáveis nas escadas, ser paciente com o lixo jogado sem embalagem nas lixeiras, aguentar com um sorriso o chute na canela de pestinhas […]

23 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos vizinhos

Ler Mais

Contos Mínimos # 151 a 160

151. Ela olhava o coração sobre a mesa da cozinha. Estava meio acinzentado depois de tantos dias no congelador mas, ainda assim, conservava sua aparência de coração. Com a faca elétrica cortou o órgão em várias tiras, todas de igual tamanho. Colocou cada uma na embalagem de pizza, vestiu o uniforme e saiu para fazer […]

22 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

O ovo da serpente

Os meninos respondem à chamada oral de joelhos. Ao menor erro levam uma bofetada. Eu ando entre eles e percebo tudo. Nada me escapa. A lição inteira, de cor e salteado, caso contrário… À tardinha rezamos: “Pai Nosso, que estais no céu, santificado seja o Vosso Nome…”. Ouço aqui e ali o barulho das correntes […]

22 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos opressão, ovo da serpente

Ler Mais

A mulher iluminada

Uma mulher costura junto à janela, debaixo do tênue brilho da lua. Seus olhos ardem no esforço de juntar dois pedaços de pano, tendo a agulha e a linha como condutores da delicada empresa. Aos poucos, de maneira admirável, vai surgindo um mosaico de tramas multicoloridas que logo irá adornar o colo de alguma moça […]

21 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos costura, iluminada, lua, mulher

Ler Mais

Só mais três coisinhas

  Todos dizem que ninguém deve morrer sem antes plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro. “Então posso morrer tranquilo”, pensou Jonas. Quando chegou sua hora, porém, ele percebeu que nunca tinha escalado uma montanha, pilotado um barco em mar aberto nem tomado um porre de vodca. Mais que depressa tratou de […]

20 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos antes de morrer

Ler Mais

Uma nova quadrilha

Carlos gostava dos dias frios. Laura, dos ensolarados e quentes. João, dos chuvosos. Laura assistia a todas as telenovelas. Carlos, às partidas de futebol. João preferia os livros. Laura falava muito, sempre. Carlos, um pouco menos. João, só o necessário. Laura acreditava em Deus sobre todas as coisas. Carlos era ateu. João, agnóstico. Carlos adorava […]

19 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos amigos, quadrilha

Ler Mais

A que falava demais

Era uma mulher que falava muito. Falava, falava, falava. Fazia faxina na casa de dona Odete. Mal chegava, magrela feito um pau de virar tripa, já vinha falando, falando, falando, e não havia meio de fazê-la se calar. Dona Odete acompanhava a faxina, fiscalizava se tudo estava sendo feito direito, como ela gostava. E ouvia, […]

17 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos falar, falava

Ler Mais

Ao nível do chão

E grito aos quatro ventos: não importa a altura do voo, não importa a envergadura das asas, não importa a paisagem iluminada vista do alto, não importa que rompamos limites e o orgulho nos encha o peito de vã alegria.   Não importa nada porque sempre retornamos ao nível do chão.   Nossos pés, planta […]

16 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Poesia nível do chão

Ler Mais

Contos Mínimos # 141 a 150

141. “Para mim tanto faz, viver ou morrer”, disse o professor de Português quando um aluno lhe perguntou que verbo da segunda conjugação ele deveria estudar. 142. Ela chegou à estação quando o trem estava fechando as portas. Ainda conseguiu vê-lo lá dentro do vagão e soube de imediato que aquele desconhecido era o homem […]

15 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Treinamento de casal

– Querido, já faz dois anos que nos casamos. Estamos estabelecidos como casal, certo? É hora de dar um grande passo. Que tal adotarmos um gato? – Ué, pra quê? Nós não precisamos de um gato. – Pra treinar. Um dia teremos filhos, não teremos? – Sim, mas os bebês não sobem na estante nem […]

14 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos cacto, casal, treinamento

Ler Mais

Um homem sentado na privada

Um homem sentado na privada é um homem sentado na privada, nada mais. Não há muitas considerações filosófico-existenciais a extrair desse fato, além da constatação de que as pessoas, pelo menos uma vez ao dia, sentam-se na privada. É um momento de intimidade a que todos temos direito. Há os que aproveitam esse momento para […]

13 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos homem, privada

Ler Mais

Isso também é amor

Acordar num domingo, abrir a janela e olhar o sol como se olha para um adversário. Lembrar-se de que não há pó de café e contentar-se com uma caneca de chá. Sair à rua e caminhar à toa, sem rumo, olhando para o chão. Não perceber as árvores ao redor, nem ouvir o canto dos […]

10 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética amor

Ler Mais

Uma história para Gabriela

A pequena Gabriela acordou no meio da noite e fez um escarcéu, pedindo aos pais que lhe contassem uma história. O pai resmungou, irritado, que já não aguentava mais essa menina birrenta, que teria que trabalhar no dia seguinte, que seu miserável chefe, aquele explorador filho de uma égua, o convocara para reuniões chatíssimas durante […]

9 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos história

Ler Mais

A mala que veio do passado

    Ontem à tarde, no meio do trabalho, recebi o telefonema de uma companhia aérea dizendo que haviam encontrado minha mala extraviada. Informaram-me que eu poderia passar no aeroporto a qualquer hora para apanhá-la. Estranhei o aviso e disse que não me lembrava de perder nenhuma mala e que havia muito tempo não viajava […]

8 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos mala, passado

Ler Mais

Nem a morte os separa

Everaldo voltou para casa depois do sepultamento de sua mulher. Bebia uma cerveja quando a campainha tocou. Levantou-se para atender. Outra pessoa não era senão Eunice, a esposa que acabara de enterrar. – Dá licença, Everaldo? Vim a pé até aqui e estou cansada. – Mas… e o enterro, o sepultamento…? – Everaldo estava atônito. […]

7 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos morte

Ler Mais

A noite da viúva

A viúva chega ao velório coberta de negro. Expõe no rosto contraído a imensa dor que lhe consome por dentro. Olha o caixão e seu ocupante. Um silêncio pétreo invade a sala. Ninguém diz palavra. Entra a segunda viúva, também vestida de negro dos pés à cabeça, e logo um frêmito toma conta dos presentes. […]

7 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos viúva

Ler Mais

O dono das palavras

Era um escritor que nunca vendeu um livro sequer. Atolado em dívidas, perdeu tudo o que tinha, inclusive sua casa. Virou morador de rua. Alojou-se na marquise de uma livraria e ali passava os dias, esmolando moedas. Sofria nas noites em que o vento soprava forte. Começou a cometer desvarios: dizia seus poemas em voz […]

6 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos abandono, palavras

Ler Mais

Contos Mínimos # 131 a 140

131. Otelo está espumando de raiva. Ele acaba de descobrir que Shakespeare escreveu histórias em que o mocinho e a mocinha acabam juntos e felizes para sempre. 132. Era uma mulher tão reprimida que sempre simulava os orgasmos. Fingia que não os tinha. 133. Irresponsável e leviano, Chico Amoroso gastou à toa o tempo que […]

Ler Mais

Os que caminham devagar

Há pessoas que caminham devagar. Não vão a lugar nenhum nem vêm de onde quer que seja, não têm pressa nem ansiedade. Caminham, apenas, para destinos conhecidos ou ignorados, tanto faz. Suas pegadas no chão são mais profundas e facilmente identificáveis – “aqui vai uma pessoa que caminha devagar”. Os que caminham devagar competem apenas […]

2 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética caminho

Ler Mais

Tomando liberdades

Há uns dias resolvi tomar algumas liberdades. Umas, bebi de um gole só; outras, fui saboreando gole a gole, apreciando o gosto do líquido descendo pela garganta. Saciada minha sede de vontades e arbítrio, comecei a sentir que do meu corpo brotavam gestos espontâneos e desejos de dançar, minha boca soltava palavras que eu nunca […]

1 de outubro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética liberdades

Ler Mais