Close

Arquivos Mensais: outubro 2015 [f2015Fri, 30 Oct 2015 18:38:05 +000010pm312015 30America/Sao_Paulo 30pm31pm 30201505 pmFri, 30 Oct 2015 18:38:05 +0000q00000038v201505 10America/Sao_Paulo1005pm3805]

As horas passadas no parque

As horas passadas no parque são as melhores, as mais agradáveis para Luiz Carlos. Sentado sempre no mesmo banco, ele gosta de observar as pessoas, seus hábitos, sua rotina, seus movimentos sempre repetidos e previsíveis. Luiz Carlos é um homem de aparência comum, moreno, nem alto nem baixo, nem gordo nem magro; uma leve penugem […]

30 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos menina, menino, parque

Ler Mais

Contos Mínimos # 401 a 410

401. Tenho um punhal cravado no coração. Se o tirar, morro, por isso prefiro continuar com ele. Não me incomoda e já estou acostumado. É reconfortante saber que, quando me cansar desta vida, só tenho que arrancá-lo do peito. 402. Cansada de ver o galo seduzindo todas as suas amigas, a galinha dos ovos de […]

29 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

A oportunidade

Shhh. Sim, pode-se dizer que esse é o som da aspirina agonizando na água. Teodoro observa a pastilha se dissolvendo no copo que tem nas mãos. Senta-se no sofá e apoia a cabeça. Chegou há poucos minutos do trabalho, está cansado e só pensa em se livrar da dor que lateja em suas têmporas. Liga […]

28 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos nova vida, oportunidade

Ler Mais

No tempo da Criação

Era um tempo em que as coisas, muitas delas, ainda estavam por fazer. Num dia claro e brilhante as flores foram criadas, e viu-se que eram belas. Antes que Eva fosse tentada pela serpente e desse origem ao pecado que todos os seres humanos carregam desde que nascem, o Maligno se aproximou da mais linda […]

27 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Criação, repolho, rosa

Ler Mais

Teleatendimento

“… e digite 8 se o senhor decidiu se suicidar. Para essa opção, solicitamos que não se precipite, tenha calma e ouça atentamente nossas sugestões. Se for possível, evite o tiro na cabeça, porque o resultado é desastroso: faz muito barulho e suja muito o local em que a ação é praticada. Pular de alguma […]

26 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos suicídio, teleatendimento

Ler Mais

Quando soube que iria morrer em breve, ele pegou uns poucos pertences e sumiu no mundo – lá, onde era distante de tudo e o idioma era uma barreira intransponível. Desfez-se de qualquer prova de sua identidade e deixou-se levar pelos dias. Perdeu-se na multidão e sentiu que a vida pouco a pouco o abandonava. […]

25 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos cão, morte,

Ler Mais

Como se não soubéssemos

Como se não soubéssemos, eu e a aleijada… Sempre o mesmo, nos domingos à tarde. Em fila, meninos de um lado, meninas do outro. Mais velhos atrás. Eu ficava atrás. Já era grande e tinha buço. A aleijada, sentada no saguão. Ninguém dava bola. Que acabe logo essa porra, eu pensava. Percebia que tinham chegado […]

Ler Mais

Entrevista

– E quando acontecerá o incêndio?, perguntou o repórter. – Amanhã, no final da tarde. Estamos preparados. Será geral, global. E, como todo incêndio, terá um caráter de purgação, de expiação. Será purificador. – Haverá baixas? – Sim, infelizmente. As baixas serão entre os resistentes, os falastrões, os que defendem causas vazias, os submissos, os […]

Ler Mais

Esses dias tão iguais

Não acontece nada Naquele banco de praça estão sentados um pai e seu filho. É uma manhã ensolarada de quinta-feira e os dois deveriam estar trabalhando. Mas não estão. Sentados ali há várias horas, de cabeça baixa, não conversam. O pai se chama Francisco e tem cinquenta e três anos. Trabalha desde os catorze. O […]

23 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos dias, emprego, pai e filho

Ler Mais

Viver em tempo de guerra

– Mamãe, é agora que vamos morrer? Agachados e apertados um contra o outro, o menino agarra a roupa de sua mãe e puxa com força o lenço negro que lhe cobre a cabeça. Está assustado. A mãe o aperta com força. O som das rajadas de metralhadora é ensurdecedor e invade o refúgio onde […]

22 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos filho, guerra, mãe, som, surdo

Ler Mais

O artista

Dia de estreia. Ainda fora do tablado, o jovem Gotardo engoliu em seco, aguardando a hora de entrar em cena. Nervoso. Concentrado. Sabia da importância de seu papel e queria desempenhá-lo bem. Ouviu o murmúrio impaciente do público e sentiu as costas molhadas de suor. Estremeceu levemente quando passou por sua cabeça a possibilidade de […]

22 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos artista, estreia

Ler Mais

A mulher em meus braços

No cinema quase lotado a sessão acabara de começar. Encontrei uma poltrona vazia e me sentei. Olhei discretamente para a minha direita e vi o rosto de uma bela mulher iluminado pela tela. Ela também me olhava. Depois de alguns minutos a bela mulher sussurrou em meu ouvido Me abrace. Ato contínuo, descansou sua cabeça […]

21 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos abraços, braços, cinema

Ler Mais

Rameira

E por acaso você pode dizer o contrário? Por acaso não abro sempre as pernas? Eu abro sim, para que, em alguns dias da semana, pareçamos uma família normal, dessas que se veem na novela. Eu abro as pernas para que você seja menos sovina e deixe no meu sutiã uns trocados a mais, porque […]

20 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos pernas, rameira

Ler Mais

Os tomates

Eu e minha mulher, na mesa do jantar. Num só fôlego, confessei que a tinha traído uma vez. Eu disse que, por mim, o assunto já estava encerrado e nenhuma lembrança tinha restado. Ela ficou muda. Parou de mastigar e fixou seus olhos em mim, na intenção de apreender o significado inteiro do que eu […]

Ler Mais

Contos Mínimos # 391 a 400

391. Deita-se de costas na cama, ofegante, acende um cigarro e fala, olhando o teto: Impressionante! Assombroso! Excepcional! Extraordinário! Surpreendente! Tremendo! Inigualável! Magnífico! Quanta potência! Não há outro igual! Uma mãozinha tímida acaricia seus cabelos, interrompendo a sequência de adjetivos. Ele gira a cabeça e sorri: “Sim, querida, você também esteve bastante bem”. 392. Virou […]

Ler Mais

Tempo de recomeçar

Não demorou muito para que Alex passasse da desconfiança à certeza: Vanessa o traía. Homem de decisões rápidas e definitivas, ele tratou de resolver o assunto o quanto antes. Uma noite, disposto a reconquistá-la, preparou uma surpresa para a mulher. Quando ela chegou do trabalho, encontrou a mesa posta e um jantar especial esperando para […]

Ler Mais

Caminhando à sombra

A senhora enxugou o suor que escorria pela testa, vindo da cabeça. Aproximou-se do homem gordo encostado à parede. – Acompanhe-me até Santo Amaro e lhe pagarei cem reais, disse ela, aflita. – Cem, ponderou ele, olhando as unhas. O caminho até Santo Amaro é um inferno, a senhora deve saber. – Sim, eu sei, […]

Ler Mais

Pessoa

E porque viver não é necessário – necessário é criar –, ele dizia para si mesmo nas horas longas em que, de sua janela, à noite, olhava o mar: Ah, Pessoa, tu tens uma espécie de dever de sonhar sempre, pois, não sendo mais, nem querendo ser mais, que um espectador de ti mesmo, tens […]

16 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos mar, Pessoa, poesia

Ler Mais

Sexo: maneiras

Maneira 1 O namoro de Bia e Carlos demorou a deslanchar, mas hoje se entendem como se estivessem juntos há muitos anos. Foram viajar e passaram sete dias de intensa troca de carinho. Passearam bastante, dormiram abraçados, viram filmes de mãos dadas, fizeram piquenique, deram muita risada e se divertiram como dois colegiais. Carlos voltou […]

15 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos maneiras, sexo

Ler Mais

O rio ao pé de mim

Havia um rio: este, ao pé de mim. Eu o olhava e meus olhos, encantados, denunciavam que nunca tinham visto coisa mais bela. Era um rio majestoso, que corria barulhento por um vale cercado de montanhas verdes e igualmente deslumbrantes. Havia pedras nas margens desse rio tão belo, que se entregavam ao jorro incessante de […]

13 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos beleza, natureza, rio

Ler Mais

A voz de dentro

Por acaso posso saber o que está acontecendo aqui? Eu pareço morto? Raquel, querida, estou muito feliz que tenha vindo, você está ainda mais bonita. Diga a todos, meu amor, diga que não estou morto, que logo vou despertar como das outras vezes, é só uma questão de horas, talvez dias, poucos dias. Diga, Raquel, […]

7 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos morto, voz

Ler Mais

Pequenos mundos

São seis da tarde e a noite sepulta lentamente o dia e traz o frio. A rua, de pedra como a parede das casas, mimetiza o cinza, e agora está lisa e úmida pela garoa. Os faróis dos carros criam sombras que agigantam os edifícios e amedrontam. O ruído dos passos apressados das pessoas nas […]

6 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos pequenos mundos

Ler Mais

O animal

Quando eu o vi na cozinha, tão assustado como eu, lembrei-me de todas as vezes em que um bicho tinha entrado em nossa casa. O passarinho, que não encontrava a saída e voava desesperado de um lado ao outro da sala; o gato de pelo amarelo que surgiu uma noite, certamente procurando uma parceira; a […]

5 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos animal, bicho

Ler Mais

Carpideira

Nem bem o sol tinha fechado os olhos, Valdete gritou do portão Jandira, o seu Rubinato passou. Foi agorinha. O corpo vai chegar às nove. Pediram pra te chamar. Jandira parou de lavar a louça por um momento, olhou para a cama onde Luciana dormia e gritou de volta Avisa que eu vou. Foi até […]

2 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos carpideira, choro

Ler Mais

Rito de passagem

Mãe, vou lá no Carlinhos. Benito bateu a porta e foi na direção da casa do amigo, duas ruas à esquerda. Carlinhos não estava. Quando voltou, Benito disse à mãe, chorando, Será que o Carlinhos morreu? Ele não estava e não tinha ninguém lá. A mãe estava ocupada com as coisas da casa, Você vai […]

1 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos adulto, criança, passagem, rito

Ler Mais