Close

Arquivos Mensais: novembro 2015 [f2015Mon, 30 Nov 2015 07:22:51 +000011am302015 30America/Sao_Paulo 30am30am 30201551 amMon, 30 Nov 2015 07:22:51 +0000q00000022v201551 11America/Sao_Paulo1151am2251]

A mãe e o filho da mãe: doçura, fel e uma folha ao vento

Doçura Isabelzinha? Sou eu, querida, sua prima Maria. Sim, eu liguei justamente por isso. Nasceu, sim. Ah, que coisa mais bonitinha! Gorduchinho, corado, quatro quilos, uma beleza de criança, só vendo, Isabel! O Zé e eu estamos muito felizes. Não conseguimos lugar em nenhuma pousada aqui em Belém, estava tudo lotado por causa do censo. […]

30 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos filho, folha, mãe, vento

Ler Mais

O significado

Roubava desde que era criança. Não escolhia nem tinha preferências. O critério era o gosto: se gostasse, dava um jeito de passar a mão. Canivetes, roupas, calçados, doces, gorjetas das mesas, cinzeiros, carteiras, telefones celulares – o que estivesse ao alcance de seus dedos ágeis desaparecia dos olhos dos legítimos donos e aumentava sua coleção. […]

Ler Mais

O pior que podia fazer

O pior que pôde fazer o imigrante foi oferecer resistência à autoridade. Claro, era normal que ele estivesse alterado, pois fora denunciado por abuso sexual pela senhora que morava na parte rica da cidade. Ele passava sempre por ali, voltando para sua casa, e naquele dia estava especialmente angustiado por receber mais uma maldita resposta […]

26 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos estrangeiro, imigrante

Ler Mais

As crias

Para os que nascem mortos ou deformados, reservo um lugar num grande recipiente de vidro, cheio de álcool. Deixo-os lá, fechados com rolha, e quase não lhes dou importância. De vez em quando deito sobre eles um olhar de pena e um pouco de carinho. Sofro ao vê-los desprotegidos e carentes. Ensaio uma carícia leve, […]

25 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética crias, mortos, vivos

Ler Mais

A fila

– Vá pro fim da fila, isso aqui é uma democracia!, grita para mim um homem de terno e gravata quando me vê chegar correndo. Eu não ia furar a fila, mas ele talvez pensasse que sim. Sem reclamar, dou a volta e me encaminho para o último lugar. Observo as pessoas que já estão […]

24 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos fila

Ler Mais

Liturgia

Primeiro a mão vai até o cálice grande e dourado, cheio de hóstias, recolhe uma delas e segue em linha reta até a língua estirada à sua frente. A mão deixa cair a hóstia, corpo de Cristo, a língua a recebe e se recolhe dentro da boca. O dono da língua, um senhor de olhos […]

Ler Mais

Um lugar na fila

Os meninos na fila da direita, as meninas na fila da esquerda, disse o homem alto que usava saia negra e comprida até o chão. O menino ouvia e olhava ao redor. Era seu primeiro dia de escola e ele estava perdido, sem saber para onde se dirigir. O homem alto de saia negra se […]

19 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos fila, meninas, meninos

Ler Mais

O supervisor

Como fazia todos os dias, o supervisor verificou as pulseiras de identificação de cada um, confrontando os números e os nomes com o relatório que tinha nas mãos. Em seguida, deixou-os cair na piscina cheia de formol e conservantes. Os novos corpos se juntaram aos mais antigos, que boiavam há dias no depósito da Faculdade […]

Ler Mais

Incompatibilidades

Sua vida começou a virar do avesso quando chegou a lavadora de roupas: ficou quase louca de tanto acompanhar com a cabeça as voltas que a máquina dava. Além disso, aquela coisa lhe roubou umas quantas calcinhas e tingiu de vermelho a blusa branca de que mais gostava. Para a vovó era olho por olho, […]

17 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos incompatibilidades, vovó

Ler Mais

Contos Mínimos # 421 a 430

421. Era uma vez Valderez. Valderez queria ter um filho. O tempo passava e ela, cada vez mais angustiada, não conseguia realizar seu desejo. Quando completou quarenta anos, farta de esperar, foi à floresta que havia em sua cidade e procurou pela melhor feiticeira que lá havia. Valderez mostrou sua aflição e pediu conselhos: O […]

16 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

A visita

Gosto muito de visitar minha mãe na casa de repouso. Sorrio quando escuto suas histórias sobre a vida que nunca foi a sua, os amores que não teve, os maridos que nunca foram seus, os filhos que teve – dos quais não se lembra – e os que ainda pretende ter, mesmo aos 90 anos. […]

13 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos mãe, visita

Ler Mais

Deus sabe o que faz

Deus sabe o que faz, disseram todos. E, porque Deus sabe o que faz, o sono me abandonou e meus olhos acompanham os ponteiros dos minutos e dos segundos. Tento matar o silêncio com uma punhalada e um grito ou dois, e desabo, exausto, no meio dos lençóis amassados. Acendo a luz: constato que os […]

12 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Deus

Ler Mais

O que acontece dentro de casa

O que acontece dentro de casa deve ficar dentro de casa, eu acho. É assim que eu penso, e por isso nunca o denunciei. Minhas amigas sempre me diziam que era o que eu devia ter feito desde o início, mas, o senhor há de compreender, a gente não quer nunca que as pessoas saibam […]

11 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos abuso, bater, casa, marido, mulher

Ler Mais

Ninguém com quem contar

Mercedes!, gritei, assim que abri os olhos e vi que, mais uma vez, estava sozinho na cama. Há semanas minha mulher está esquisita: perde o sono ainda de madrugada, levanta-se e começa a andar pela casa. Depois sai e caminha a esmo pelas ruas desertas durante horas. Volta com o cabelo em desalinho e um […]

10 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos memória

Ler Mais

Os pais e o filho

– O que aconteceu, papai? – Sua mãe, Antônio… Ela foi embora. De novo. Aos 48 anos, Antônio, solteiro, ainda morava com os pais idosos e se sentia responsável por eles. Quase nunca os deixava sozinhos e agora, quando saiu apenas por um minuto para comprar cigarros, sua mãe tinha sumido. Não era a primeira […]

9 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos filho, pais

Ler Mais

A vida arriscada dos entregadores de pizza

“E, como castigo, o bandido foi preso na torre, de onde nunca mais saiu. O príncipe se casou com a princesa e foram felizes para sempre. Fim.”. O homem fecha o livro e olha para as crianças, cada uma em sua cama. Levanta-se para sair do quarto. A voz firme do menino o interrompe. – […]

6 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos entregador, história, pizza

Ler Mais

Quando ele era um menino

Sai de casa sem pressa e, mesmo assim, é o primeiro a chegar, a noite mal começou. Enquanto espera pelos outros, pede um café e o toma aos golinhos. Os outros vão chegando aos poucos e se sentando a seu lado. Pedem bebidas variadas. Um deles dá as cartas e começam a jogar. Falam do […]

5 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos menino, solidão

Ler Mais

Para seguir adiante

Espero que tu te lembres, pelo menos por um minuto, o que foste para mim… E o que fui para ti. E, ao te lembrares disso, me dediques um gesto, um olhar, mesmo que mudo, para que eu sinta que tu continuas comigo. Eu saberei entender, e isso me ajudará a seguir adiante. Assim terminava […]

Ler Mais

A pecadora

– Padre, preciso de perdão. Estou em pecado e quero me confessar. – E o que você quer confessar, Maria Alice? – Confesso que ontem eu me deitei com o senhor, quando mamãe tinha saído. Lembra-se de que eu estava sozinha quando o senhor chegou procurando pelo papai? – Sim, me lembro. Você contou isso […]

3 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos pecado, pecadora, perdão

Ler Mais

Contos Mínimos # 411 a 420

411. Eu já cortei uma árvore e queimei um livro. Sabe o que está faltando, filho meu? 412. Eu a vi hoje pela manhã. Era ela! Dividimos o mesmo metrô. Senti sua respiração bem próxima de mim. Não a perdi de vista enquanto se movimentava pelo vagão, mas ela pareceu não notar minha presença. Eu […]

2 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais