Close

Arquivos Mensais: novembro 2016 [f2016Wed, 30 Nov 2016 06:42:25 +000011am302016 30America/Sao_Paulo 30am30am 30201625 amWed, 30 Nov 2016 06:42:25 +0000q00000042v201625 11America/Sao_Paulo1125am4225]

A planta suspeita

Sou dono de um apartamento num bairro distante da cidade, cujo aluguel me rende uns trocados todo final de mês. Acabo de receber uma correspondência de lá, enviada pelo administrador do condomínio. O assunto da mensagem é curioso — Planta suspeita de seu inquilino — e o conteúdo me obrigou a penosos exercícios mentais de […]

30 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos maconha, planta

Ler Mais

A roda

E o juiz se ocupa em julgar, o administrador, em administrar, o médico, em curar, o engenheiro, em construir, o cantor, em cantar, o professor, em ensinar, o pescador, em pescar, enquanto os andarilhos, os desempregados, as prostitutas, os vagabundos, os gigolôs, os fazem-tudo, os boias-frias, os ambulantes, os agiotas, os bêbados, os carregadores de […]

29 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética girando, mundo, roda

Ler Mais

O caráter

Não faz muito tempo a Verdade e a Mentira estavam frente a frente e discutiam de maneira acalorada sobre a essência de seu caráter. A primeira vinha com argumentos coerentes e muito bem articulados, apoiados na honestidade como prova inconteste de bondade e boas intenções, enquanto a segunda, sagaz e matreira, malandramente expunha suas armas: […]

Ler Mais

Ciência

Eu sei — porque de alguma maneira foi-me dado saber — que todas as relações são misteriosas, todas as amarguras são transitórias, todas as aventuras são memoráveis, todos os ganhadores são vaidosos, todos os fanatismos são incompreensíveis, todos os exilados são inconsoláveis, todo renascimento, celebrável. Todas as teorias, suspeitas; as multidões, caprichosas; os caminhos, provisórios; […]

21 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética ciência,

Ler Mais

Essa maldita névoa!

Eu, bem, e você, mãe? Parece cansada. Vou colocá-la aqui na espreguiçadeira, procure descansar um pouquinho. Não vá até o jardim, pode se resfriar. Eu já estou terminando. Pensei que isso fosse ser mais fácil, mas a terra está ressecada e fria, tive que fazer muita força pra cavar. E eu já não tenho mais […]

18 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos enterrado, mãe, névoa

Ler Mais

Eu confesso

Faço duas horas de ginástica por dia. Leio quatro livros por mês. Espero a saída da lua todas as noites e tiro selfies com ela ao fundo. Acendo uma vela a cada dia e todas as manhãs medito perto da janela do meu quarto, olhando os carros que entram e saem do estacionamento (sim, a […]

Ler Mais

Café amargo

Roberta dá voltas com a colherzinha na xícara, embora só beba café sem açúcar. Esse gesto — lento, ritmado como o fio d’água que não desiste de tentar furar a pedra — é acompanhado com nervosismo por Carol, que sabe desde sempre que a amiga nunca adoçou a bebida. Carol também sabe que Roberta nem […]

16 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos açúcar, amargo, amiga, café

Ler Mais

O passado que assombra

Quando todo mundo parece imerso numa caminhada até nenhuma parte, ele interrompe os passos e tira o chapéu para melhor olhar ao redor. Levanta os olhos para o céu buscando um avião, mas só vê nuvens gordas e lentas. Volta a pôr o chapéu na cabeça e retoma o andar decidido, certeiro, de quem sabe […]

Ler Mais

A palavra que explode na boca

Luísa é uma mulher especial. Um dia veio até minha casa e, sentada no sofá, me observou durante horas enquanto eu trabalhava. Não disse palavra e foi embora assim que o relógio da sala marcou dez da noite e… bom, isso não tem importância agora. O que eu queria dizer mesmo é que o Jurandir, […]

14 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos boca, palavra, tempo

Ler Mais

A verdade

Herculano parou na frente da porta e pensou no quanto estava cansado. Inspirou profundamente e soltou o ar devagarinho: sabia que estava fazendo a coisa certa. Tinha andado a manhã toda, de casa em casa, e sentia-se exausto mas, mesmo assim, não esmoreceu. Arrumou os papéis que tinha nas mãos, fez ginástica facial estirando os […]

12 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos verdade

Ler Mais

Contos Mínimos # 641 a 650

641. Minha mãe dizia: Sempre penso que as estrelas são a alma das pessoas que se foram e, com seu brilho, nos avisam para que não nos esqueçamos delas. Isso me deixou bastante pensativo e comovido. Acho que minha mãe tem razão e que, de vez em quando, não custa nada olhar para o céu […]

11 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos mínimos

Ler Mais

Diariamente

Segunda-feira: Escritório. Faculdade. Terça-feira: Escritório. Faculdade. Quarta-feira: Visitar minha mãe na casa de repouso depois do escritório e antes da faculdade. Quinta-feira: Happy hour com os colegas da faculdade, depois da aula. Sexta-feira: Escritório. Depois, praticar meu hobby favorito. Sábado: Limpar o sangue. Domingo: Descansar.  

10 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos diariamente, hobby, sangue

Ler Mais

O buraco negro

Eu poderia jurar que tinha deixado o bebê ali, quietinho no berço, antes de começar a passar o aspirador de pó na sala, mas agora não tenho certeza. O que sei é que ele não está mais aqui. Tudo me leva a pensar que ele foi tragado pelo equipamento, mas isso não tem a menor […]

Ler Mais

As nódoas vermelhas

A barba espeta um pouco, é verdade, faz cócegas e pinica, mas — ah, filhas! — aqueles lábios, doces como pitangas maduras, vão levá-las ao céu das bem-aventuranças, diz a madre superiora às noviças que a ouvem com devoção. Com a ponta dos dedos, alisa delicadamente as vestes e as mãos da imagem. Em êxtase, […]

Ler Mais

O bumerangue

Ele apareceu numa noite, perto do Natal, no ano do meu décimo aniversário. Aos dez anos eu já era esperto o suficiente para entender por que meu sobrenome só tinha o de minha mãe. Quando abri a porta ele me disse Olá, Luís ao mesmo tempo em que mexia no meu cabelo. Eu fiquei calado, […]

7 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos bumerangue, mãe, pai, sobrenome

Ler Mais

Um bicho para estimar

— Outro filho, nem pensar! — É que a menina passa tanto tempo sozinha com a empregada, nós dois trabalhamos o dia todo. — Então vamos comprar uma mascote. — Boa ideia! Um cachorrinho? — Não, cachorro faz muita bagunça e a toda hora tem que ir com ele pra rua, senão ele emporcalha a […]

Ler Mais

Ele não entende

Agora, mais uma pelas crianças da Índia, que quase nunca têm o que comer. A mãe enche a colher de arroz e feijão e a introduz na boca aberta do filho. E mais essa última, pelos meninos pobres da África. O o filho mastiga e engole a comida com gosto. Quarenta anos e centenas de […]

3 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos alimento, comer, comida, fome

Ler Mais

Prova de resistência

É admirável que tenhamos chegado até aqui. Durante séculos fizemos o impossível para provocar e aumentar o calor. Jogamos na atmosfera, diariamente, milhões de toneladas de monóxido de carbono, cloro, enxofre e substâncias sulfurosas. Como ele ainda resistisse, derrubamos florestas inteiras e envenenamos o solo, para que não houvesse a menor chance de elas se […]

2 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética mundo, resistência

Ler Mais

Detrás do espelho

Maitê não gosta das noites, os gritos surgem, e ela fica aterrorizada. Sabe de onde eles vêm. Sempre aparecem quando está escuro, como insetos que corroem tudo que é podre e não vão embora enquanto não terminam de se alimentar. Encolhida entre os lençóis, os olhos semicerrados de medo, ela ouve quando os gritos se […]

1 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos espelho, morte, noite, queda

Ler Mais