Close

Arquivos Mensais: novembro 2017 [f2017Thu, 30 Nov 2017 18:41:03 +000011pm302017 30America/Sao_Paulo 30pm30pm 30201703 pmThu, 30 Nov 2017 18:41:03 +0000q00000041v201703 11America/Sao_Paulo1103pm4103]

A última palavra

Sua última palavra, que passe: aceito escutá-la. Que sua voz seja clara, de bom som, de tom adequado. Não tente outra coisa, não tente mais nada, muito menos me fazer sorrir na hora em que quero chorar. Tenho essa parede, e nela há um calendário; no calendário há um dia, há outro dia, há todos […]

30 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia última palavra

Ler Mais

A peça mais preciosa

A senhorita Mariquinha Penaleve era tão pequena que nem se dava ao trabalho de usar salto alto; sabia que nem assim seria notada. Quando caminhava pela calçada todos a confundiam com uma menina. Nem sequer pensavam: “Mas que mulher pequena!”. Era só uma menina o que todos viam. Se, por um lado, ser confundida com […]

29 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos boneca, loja, menina, peça

Ler Mais

Contos Mínimos # 831 a 840

831. Preso no congestionamento quando voltava do trabalho, o homem de negócios não se preocupou: com um simples toque em seu telefone celular, acendeu as luzes da varanda, ajustou a temperatura do ar-condicionado, subiu as persianas, gelou o vinho, esquentou o jantar, ligou o aparelho de som, acionou o aroma de lavanda no umidificador da […]

28 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos Minímos contos mínimos

Ler Mais

Perguntas e respostas

— Quando vai parar de chover? — Quando você abrir os olhos. Ele abriu os olhos e no céu já não havia nuvens. E em suas mãos nenhuma gota escorria.   — Quando acabará essa tristeza? — Quando você fechar os olhos. Fechou os olhos e sorriu tristemente depois de um profundo suspiro. E, sem […]

21 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Prosa Poética perguntas, respostas

Ler Mais

A isca

A cada vez que nos encontrávamos em dificuldades financeiras, enviávamos nossa irmã Zenaide ao banco para pedir empréstimo. Com faiscantes olhos verdes, ombros carnudos à mostra, busto proeminente sob o decote e uma cintura de vespa, Zenaide era um tipo irresistível. A expressão de seu rosto, entre sonhadora e voluptuosa, que copiava das atrizes de […]

21 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos árvore, empréstimo, irmã, isca, sapatos

Ler Mais

Oxigênio

Belo, mais que belo, é o pôr do sol que Maria Salete admira todas as tardes sentada na varanda de sua casa. Mexe a cadeira de balanço com a ponta do pé e deixa o corpo ir e vir devagarinho. Ela espera. Enquanto isso, suspira olhando a moldura alaranjada do céu. A solidão não é […]

20 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos oxigênio, pôr do sol, solidão

Ler Mais

Assim nasce o conto

A ninguém ocorreu pensar que ele só queria voar um pouquinho, como costumava fazer antes que a flecha envenenada atravessasse uma de suas asas e o ferisse quase mortalmente. Ele furava o ar por puro prazer e se divertia com os voos rasantes sobre a areia da praia, bem junto do olho d’água, alheio à […]

15 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos arqueiro, asas, conto, era uma vez, flecha

Ler Mais

A mulher que não mente

Tenho uma amiga e ela está triste. A cidade inteira se levantou contra ela: “fingida”, “dissimulada”, “mentirosa”. A mentira, quando descoberta, sabemos todos, é uma coisa horrível. Expõe o mentiroso ao escárnio público, revela fraquezas, propicia linchamento moral, turva o caráter. Fui ter com minha amiga, eu precisava saber. Perguntei. Ela olhou nos meus olhos […]

14 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos amiga, inverdade, mentira, mulher, verdade

Ler Mais

O homem que tinha a felicidade nas mãos

  Disseram-lhe que lá em cima, no cume da montanha, encontraria a porção de felicidade que lhe cabia neste mundo, a parte que era sua por direito. Ele acreditou e se dispôs a ir buscá-la. Preparou a viagem, cuidou dos equipamentos necessários para a escalada, fez exercícios físicos e encheu um embornal com suprimentos. Numa […]

12 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos felicidade, mãos, montanha, sacrifício

Ler Mais

Afeto para uso diário

O homem da cicatriz no rosto viu quando ela ia descalça pela estrada. Parou o carro e a pôs no banco de trás, encolhida feito um novelo. Ela tremia de frio, ele a cobriu com uma manta. Dirigiu o mais devagar que pôde, não a perturbasse nenhum solavanco. Não disseram palavra. Em casa, deu-lhe banho […]

10 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos afeto, ajuda, cicatriz, homem

Ler Mais

O sabiá

Se ao sabiá na gaiola tivessem dado de comer as sobras do prato da vovó, como davam ao cachorro, ele teria morrido de gota e emoção. Se a ele tivessem dado as sobras do papai, como davam ao cachorro, teria morrido com o colesterol e os triglicerídios nas alturas. Se a ele tivessem dado as […]

8 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos cachorro, comer, morrer, sabiá

Ler Mais

Contos Mínimos # 821 a 830

821. Yerma respira de maneira compassada. Não abre os olhos. Ainda está dentro dela, e suas entranhas ardem como um vulcão, até que seu corpo estrebucha e se rompe em mil pedaços. Ela não se importa, está feliz. “Consegui”, pensa. O menino nasceu morto, mas ela ainda não sabe. 822. O bar está lotado. Vejo […]

7 de novembro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos Minímos contos mínimos

Ler Mais