Close

Arquivos Mensais: fevereiro 2020 [f2020Fri, 28 Feb 2020 19:25:30 +000002pm292020 28America/Sao_Paulo 28pm29pm 28202030 pmFri, 28 Feb 2020 19:25:30 +0000q00000025000202030 02America/Sao_Paulo230pm2530]

O cachorro e o dono do cachorro

Na rede social a garota bonita diz para mim, homem mais velho, que uma pessoa que posta foto junto com seu cachorro não pode ser má. E que todo cachorro, com o tempo, se assemelha ao dono. Se o animal é bom, o dono do animal também é. Ela me disse que isso é lógico. […]

28 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos cachorro, dono, homem

Ler Mais

Tá tudo muito bom, tudo muito bem

Começando com o Arlindo, de vinte e um, até o Francisco de quarenta minutos, sete irmãos. Fora a puta má sorte de chegar na conta de sete, falou o Rivaldo, preocupado, saindo do hospital. O Rivaldo falou que vai chamar benzedeira, cortar o azar com machadinha logo no começo, aí muda pra sorte. Sete não […]

27 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos família, irmãos

Ler Mais

A praga

A comunidade científica, atordoada feito barata com inseticida, vem investigando a proliferação dos super-heróis, que de uma hora para outra invadiram as cidades e dominaram o coração e a mente da população. A quantidade de adoradores cresce a cada dia. Quando eles aparecem na televisão, com o sorriso plastificado e o jeito maroto de “deixa […]

27 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos super-herói

Ler Mais

À velocidade da vida

Até onde minha memória alcança, fiz todo o possível para não perder tempo. Corri à velocidade da vida. Terminei a universidade aos cinco anos, casei-me aos sete, tive filhos aos oito, me divorciei aos doze. Agora, com vinte anos às costas, deitado no meu ataúde, espero pacientemente que o tempo não desista de mim e […]

24 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia tempo, velocidade, vida

Ler Mais

Os barcos

Como todos os meninos, também eu fiz barquinhos de papel, subi a bordo e me fui. Muito tempo depois tive um de verdade, e nele percorri o mesmo trajeto de antes. Hoje possuo os dois, que a cada manhã me despertam e esperam por minha escolha. Prefiro o barco de papel, porque dentro dele percebo […]

24 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia barco, mar, menino, rio

Ler Mais

Tuas mãos

Se tuas mãos podem seduzir corpos arrancar flores do ar e adivinhar dentre todas a carta do baralho que escolhi,   aparece!   Hoje o público não chegou e a única resposta de que preciso vem delas: tuas mãos.   Aparece! E aplaude.  

21 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia mãos

Ler Mais

A tristeza profundíssima

O melhor poeta de minha geração foi internado num hospital psiquiátrico. As enfermeiras, armadas de seringas curativas, atormentam-no. A cada vez que tem um verso na ponta da língua, elas o imobilizam para que engula um comprimido — e o verso junto.   O melhor cantor de minha geração conseguiu emprego num call center no […]

21 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia morte, tristeza

Ler Mais

No bairro

A carta na minha mão. A cafeteria da esquina. A dona sorridente da banca de flores. O malabarista do sinal vermelho. O carro de luxo que não para no farol porque acha que não precisa. O cabelo pintado de azul da estudante que toma o ônibus. O cartaz da banda funk, convidando para o show […]

18 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos bairro, carta, corpo, varanda

Ler Mais

Gestos inúteis

A tarde boceja e borra a maquiagem do dia. Tudo dorme, a modorra está posta. Justo antes de se render ao próprio peso e despejar sua raiva, o céu arrisca um brilho de celofane e o ar prende a própria respiração: como a mãe que sai na ponta dos pés do quarto do filho que […]

Ler Mais

Penélope

Cinco horas depois de tatuar em seu ventre o nome do amado, três horas depois de saber-se abandonada por ele para sempre, só uma dúvida e a angústia da ponta gelada da agulha a atormentavam: fechar-se para o amor de outros homens até a chegada, por ora impossível, de alguém com o mesmo nome dele, […]

15 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia nome, penélope, tatuar, ventre, véu

Ler Mais

A dupla

O encontro se deu quando ambos fuçavam as latas de lixo. Ela tinha cabelo cor de fogo, como um sol se pondo. Ele não tinha cabelo, tinha olhos. Ela tinha boca e de sua boca saiu um palavrão, Não me fode, esse território é meu, ela disse, e continuou fuçando. Ele chegou mais perto quando […]

14 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos bebê, cobertor, dupla, frio, lata, lixo

Ler Mais

Duas portas

E o que aconteceu foi que minha casa tinha duas portas, duas aberturas, duas passagens para fora, ou para dentro, conforme a perspectiva de quem olha.   Duas portas.   Foi assim: um dia saí pela porta de trás, e andei, andei muito para alcançar a da frente, sem perceber que o caminho entre as […]

14 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia casa, portas

Ler Mais

Os ganhos e as perdas

Tenho sido fiel às minhas ideias e crenças, para o bem e para o mal. Agora, desde um ponto extremo da minha vida e do meu tempo, esse tempo que quase se esgota, recordo os ganhos e as perdas que tive, as ilusões que cultivei, e roço os dedos nas cicatrizes de tudo o que […]

13 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia cicatrizes, ganhos, ilusões, perdas, tempo

Ler Mais

Carnaval

O homem vestido de regicida se aproximou do cortejo, tirou do bolso a pistola de plástico e deu um tiro de água no sujeito disfarçado de rei, que estrebuchou, caiu do salto e fingiu que morreu. Os homens e mulheres fantasiados de povo aplaudiram e quiseram fazer passeata para comemorar, mas os policiais, muito elegantes […]

11 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos Carnaval, general, juiz, povo, regicida, rei

Ler Mais

Conversa

— Como sabe que ele está morto? — Porque não ronca. — Virgem Maria! Não é porque não ronca que não respira. Veja direito. — Eu conheço. Ele está na cama, e na cama ele nunca respira, só ronca. — Deixe de falar bobagem, como alguém não vai respirar? Anda, põe o dedo diante do […]

10 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos marido, morto, roca, veneno

Ler Mais

Embate

O mar imenso teme que um simples menino, brincando de rabiscar coisas na beira, um dia o decifre. Então apaga a todo instante, indo e vindo sem descanso, as palavras escritas na areia.   O embate está posto: um mar armado de ondas contra um menino armado de dedo.  

7 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia dedo, mar, menino, ondas

Ler Mais

O poema e a poesia

A poesia é o mundo em estado de arte. Com ela tudo se transforma, até a solidão (essa indesejada e necessária companheira) e seu significado, embora a poesia não construa suficientes paraísos nos quais a solidão possa entrar e deles sair mais consolada, mais ordenada, menos dolorida.   O poema: deve-se colhê-lo com as mãos […]

6 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia misericórdia, poema, poesia

Ler Mais

O silêncio

Para o casal com incontornáveis problemas de comunicação, urgia acabar com o silêncio. Os dois, de comum acordo, escolheram a ocasião e começaram. Pegaram o silêncio pelo pescoço e rasgaram-no com as unhas, com os dentes, a bofetadas, a cotoveladas e a golpes de punho e pontapés. Humilharam-no com xingamentos, cuspidas e palavrões. Jogaram culpas, […]

5 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos silêncio

Ler Mais

Vertigem

Entro no vagão, acomodo-me no banco estofado e travo a barra de segurança. Estou pronto. Ouço um apito e o trem parte, avançando sobre os trilhos. Primeiro uma subida muito lenta, que faz intuir uma descida vertiginosa, mas não é o que acontece: é quase um passeio num trecho plano e depois uma caída suave, […]

4 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos pânico, trem, trilhos, vertigem

Ler Mais

Permita-me, vida!

Escreva assim: que eu morri de velha. Parei com a caneta no ar, a pouca distância do papel cor de caramelo que tinha sobre as pernas e a olhei, esperando que ela mudasse de ideia e corrigisse a introdução da carta. Ela percebeu a minha hesitação e não se abalou: Isso mesmo. Diga que eu […]

Ler Mais