Close

4 de abril de 2016

A cerca

cerca-de-arame_21077154Minha cidade tem várias ruas destinadas unicamente a pedestres. São ruas largas, que se prestam ao passeio tranquilo dos transeuntes, que gostam de fazer suas compras ou tomar café sem o incômodo das buzinas ou a confusão do tráfego de automóveis. Essas ruas costumam ser comparadas a oásis no caos urbano das metrópoles. Todos amam as ruas de pedestres. Eu também amo as ruas de pedestres. Uma delas é minha favorita, e já perdi a conta de quantas tardes gastei lá, sentado numa das muitas mesinhas de um restaurante qualquer, apenas vendo o movimento e pensando na vida.

Um dia minha rua favorita amanheceu dividida em duas partes. Havia uma cerca no meio, separando o lado esquerdo do direito em toda a extensão. Um muro de arame, que não se podia atravessar. Ao entrar na rua, o pedestre agora tinha que decidir por qual lado desejava caminhar ou fazer compras ou apenas tomar um café; se estivesse num dos lados, e quisesse cumprimentar alguém do lado oposto, tinha que andar até o final, contornar a cerca e só então passar para a outra calçada. Antes, se o vinho do bar em frente estivesse mais barato, era só atravessar a rua e pronto. Agora, com essa cerca no meio, tudo ficava mais difícil.

Mais que essa dificuldade prática de locomoção, minha rua favorita passou a ser palco de animosidades e demonstrações de pequenezas de ambos os lados. Quem estava numa das laterais passou a xingar e a insultar os que estavam na outra, dizendo que “aqui é que é melhor, seus idiotas!”. Os que eram xingados e insultados também reagiam, gritando “é aqui, seus imbecis, que a vida corre melhor; vocês não sabem de nada!”. Aos poucos minha rua favorita foi perdendo a beleza, a graça e a poesia que se respirava lá. Hoje quase não a visito, ando sem ânimo nem vontade de gastar minhas horas assistindo a deprimentes espetáculos de ignorância.

O que mais me entristece é que nenhum dos dois lados percebe que a cerca que os separa, e também os encarcera, é a mesma.

 




Tags:, , , , , , , , ,
               
              
            
                

Deixe um comentário