Close

27 de fevereiro de 2017

A cor maravilhosa

Findo o congresso, os linguistas anunciaram, para alvoroço dos acadêmicos e filólogos do mundo inteiro, e espanto da população em geral, o relevante achado da palavra que definiria uma nova cor maravilhosa e a sua iminente inclusão na próxima edição do dicionário de sinônimos. Todos aplaudiram a sonoridade do novo termo e teceram loas à sua adequação à cor a ser descoberta.

Exércitos de exploradores e aventureiros de todas as partes do mundo se apressaram a penetrar nas florestas esmeralda, a perder-se nos desertos ocres e hostis, a percorrer de ponta a ponta as níveas e geladas calotas polares, a mergulhar no mais profundo azul de todos os mares, a perscrutar o celeste acinzentado dos céus, a fotografar o dourado dos pores do sol ao redor do planeta, a escavar o marrom das planícies preparadas para o cultivo — todos irmanados num só objetivo: descobrir na natureza essa cor incrível, fantástica e ainda desconhecida que já tinha até nome.

Por mais que procurassem, não chegaram a nenhum resultado satisfatório. Não conseguiram achar, até hoje, a cor maravilhosa. Mas nenhum deles perdeu a esperança.

 




Tags:, , , , ,
               
              
            
                

Deixe um comentário