Close

21 de outubro de 2015

A mulher em meus braços

casal no cinemaNo cinema quase lotado a sessão acabara de começar. Encontrei uma poltrona vazia e me sentei. Olhei discretamente para a minha direita e vi o rosto de uma bela mulher iluminado pela tela. Ela também me olhava.

Depois de alguns minutos a bela mulher sussurrou em meu ouvido Me abrace. Ato contínuo, descansou sua cabeça em meu ombro e repetiu Me abrace. Duvidei por alguns segundos e busquei em seus olhos uma confirmação. Lá estavam eles, agora em súplica: Me abrace! Desconcertado, acho que vou me arrepender disso, coloquei meu braço direito sobre seus ombros e a apertei contra meu peito. Ela suspirou e se entregou àquele gesto como se dele dependesse sua vida.

Sua pele e seus cabelos cheiravam a maçã verde e o inesperado da situação me fez perder o interesse pelo que acontecia na tela, que agora só servia para iluminar a mulher que, sem que eu pedisse, se oferecia de forma tão despudorada ao abraço de um desconhecido.

Eu necessitava de mais. Desci meu rosto até o nível do dela e tentei alcançar seus lábios. Não, por favor, não, ela disse.

Não, por favor, não e voltou a deitar o rosto em meu peito, tornando-me o homem mais confuso do mundo, pelo menos naquele cinema. Continuamos assim até o filme terminar.

Antes que as luzes se acendessem totalmente, ela levantou a cabeça com delicadeza e soltou-se do meu abraço. Virou-se para o homem que estava do outro lado e vi o cuidado com que o ajudou a vestir o paletó, e só então percebi que ela estava acompanhada desde o início. Seria seu marido? Sim, só pode ser seu marido, eu previa a enrascada em que tinha me metido. Ela o arrumava com ternura e atenção, já que ele não possuía os dois braços e não poderia se vestir sozinho. Como despedida, ela deu-me uma carícia no queixo e um sorriso e se foi. Atrás dela, seu marido passou por mim e me lançou um olhar de emocionada gratidão que jamais esquecerei.

 




Tags:, ,

21 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos abraços, braços, cinema

              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário