Close

28 de julho de 2015

A mulher no espelho

mulher no espelhoAs mãos apoiadas na pia do banheiro, Letícia custa a acreditar na imagem que o espelho lhe devolve. Rosto murcho, olhos embaçados, olheiras, pele desprovida de viço. No quê ele me transformou?, pensa, enquanto escova os cabelos sem muito zelo. Havia meses que não cuidava de si. Vaidade não tinha mais. Era apenas ele, tudo para ele, tudo por ele. Dedicada, repetia diariamente a rotina à qual já se acostumara: lavá-lo, vesti-lo, alimentá-lo, velar seu sono. Ele, em todos os espaços de sua vida. Cansada. Mas com os sentidos em permanente estado de prontidão. O menor ruído, pronta ao lado dele. À espreita, a depressão e o desânimo.

Interrompe os pensamentos quando ele acorda. Vai até o quarto, ergue-o e o acomoda entre os braços. Tira o seio esquerdo para fora do vestido e aproxima o mamilo de sua boca. Enquanto ele suga, acaricia o rosto diminuto, observa a forma da cabecinha, as mãozinhas perfeitas. Conversa baixinho com ele. Um sorriso se desenha nos lábios de Letícia. Isso compensa tudo. Depois eu cuido de mim.

 




Tags:

28 de julho de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos espelho

              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário