Close

19 de março de 2020

A roda

Há mais inteligência e sentido

na rua deserta que recebe a noite

com vento, poeira e luz baça

e prepara o terreno para o dia seguinte

do que nos humanos com cérebros encarcerados.

Estes são incontáveis:

multiplicam-se, pululam, reproduzem-se de maneira incontrolável.

Estão a serviço de seus amos.

Levantam-se a cada manhã,

recebem as instruções pelo telefone

e saem de casa, apressados para cumpri-las.

E repetem, repetem as instruções recebidas.

Se têm dúvida, brigam.

Se não têm dúvida, brigam.

São humanos, ou assim pensam que são.

São escravos, ainda que pensem que não.

Até que um dia morrem

e são substituídos

por outros escravos iguais, ou quase iguais,

para que a roda dos estúpidos siga girando

sem descanso,

girando,

girando,

enquanto a mão de quem manda

segue acumulando, acumulando,

acumulando.

 




Tags:, , ,

19 de março de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia escravos, estúpidos, humanos, roda

               
              
            
                

Deixe um comentário