Close

24 de fevereiro de 2020

À velocidade da vida

Até onde minha memória alcança,

fiz todo o possível para não perder tempo.

Corri à velocidade da vida.

Terminei a universidade aos cinco anos,

casei-me aos sete,

tive filhos aos oito,

me divorciei aos doze.

Agora, com vinte anos às costas,

deitado no meu ataúde,

espero pacientemente

que o tempo não desista de mim

e faça a parte dele: passe.

Morrerei de velho aos noventa,

prenhe de cansaço.

 




Tags:, ,

24 de fevereiro de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia tempo, velocidade, vida

               
              
            
                

Deixe um comentário