Close

20 de julho de 2015

A voz da experiência

velhinhoAnda, rapaz, vá falar com ela, não seja tímido. Ouça a voz da experiência. Ela está esperando você, acredite em mim. Você não percebeu, mas eu vi como ela o olhou quando passou por aqui. Ela gostou de você, não tenho dúvida. Vá logo, deixe de ser criança de uma vez por todas. Atreva-se a dar o primeiro passo, o resto virá por si. Aprenda a lutar pelo que deseja. É assim que a gente consegue as coisas.

O rapaz se levanta e vai até onde está a ruiva linda que chamou a atenção de todos quando entrou no café, junto com as amigas. Para ao lado dela e diz qualquer coisa em seu ouvido. A ruiva demora um pouco para reagir, mas logo sorri e o rapaz se senta a seu lado, começando a conversar com entusiasmo. Pedem algo ao garçom.

O avô sorri e olha ao redor, satisfeito. Está seguro de que ajudou um pouco o destino, e orgulhoso de que seu neto conseguiu o que ele mesmo – quando era jovem – nunca tinha logrado. Entre outras coisas, porque nunca se atreveu a tentar. E assim a vida tinha passado e só agora, na velhice, a lucidez se fazia presente. Não queria que seu neto vivenciasse a mesma covardia.




Tags:,

20 de julho de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos experiência, voz

               
              
            
                

Deixe um comentário