Close

15 de julho de 2015

Assim será

assim seráEu o sigo aonde quer que vá, a todo momento, sem trégua, sem descanso. Seu olhar vem em minha direção e me atravessa, perdido, desconsolado. Mas nem sempre. Há vezes em que finge não notar minha presença. No entanto ele sabe. No entanto ele sente. Sua reação já foi mais violenta no começo. Calmo agora. Agora conformado. Já não atira coisas em mim nem pede que eu desapareça, pois sabe que eu não. Nos últimos dias, sempre que toma consciência de mim, o mais que faz é segurar a cabeça entre as mãos e chorar. Em silêncio.

Eu nunca vou deixá-lo. A seu lado, sempre. Era esse o seu desejo. Isso ele gritava naquela noite, a dois centímetros do meu rosto, bêbado, ciúme sem motivo: “Você é minha, entendeu? Só minha!” Pressionada contra a parede da cozinha: “Você nunca será de mais ninguém!” O dorso de sua mão alcançou em cheio o meu rosto. Sangue nos lábios. “E vamos ficar juntos para sempre!” Uma investida mais forte de seu punho direito quebrou o meu pescoço. Esse foi o golpe que me matou.

Desde essa noite eu o sigo aonde quer que vá, a todo momento, sem trégua, sem descanso. Juntos para sempre. Assim será. Juro por Deus que assim será.

 




Tags:

15 de julho de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos assim será

              
            
    • Mayra, que alegria ver vc aqui! Muito obrigado pelo comentário. Lembre-se de que vc participou disso tudo aqui, e eu sou muito grato. Beijo.

  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário