Close

27 de maio de 2015

Blá-blá-blá

bla

Não se preocupe, Almeida. Eu não quero que você tenha nenhum problema na cabeça. Não, fique tranquilo, a razão é que não existe nenhuma razão, procure entender que a coisa agora funciona de outra forma. O mercado, hoje em dia, está mais dinâmico e volátil e, apesar da marolinha que desabou sobre nossa empresa, pense que o pior já passou. Sim, muitos outros mais entraram no corte, e isso é absolutamente normal. Está dentro do previsto. Claro, sem dúvida, e nisso já pensamos: um valor justo, conforme o merecimento de cada um. Todos nós estamos fazendo um grande esforço para nos manter aprumados e otimistas. Como você vai fazer para pagar as contas? Bom, meu querido, você vai precisar pensar um pouco e se organizar… Almeida, veja bem, não quero prolongar esse nosso diálogo, acho melhor você aceitar, pois é nossa última oferta. Fique tranquilo e não se preocupe nadinha de nada. Tire uns dias de folga e viaje com sua esposa. Ficaremos em contato, viu? Estamos juntos. Adeus.

 




Tags:

27 de maio de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos blá-blá-blá

              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário