Close

16 de abril de 2015

Cenário

artesã

A boneca de pano olha quieta,

o pano de prato exibe o barquinho imóvel,

a colcha de retalhos desfila seu tecido multicolorido.

E a caixa azul de delicado veludo.

O que dorme dentro dela?

 

Fios soltos de linha,

a tesoura de pontas redondas,

o lápis de colorir desenho,

o carretel quase no fim,

os alfinetes de cabeça chata,

o passarinho sem gaiola,

a paisagem,

o orvalho na pétala de flor,

as lembranças de uma vida inteira,

as olheiras,

o cansaço,

o dedal,

a agulha e a gota de sangue

da mão da artesã.

 




Tags:,

16 de abril de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Poesia artesã, cenário

               
              
            
                

Deixe um comentário