Close

17 de junho de 2016

Cinco páginas

encontroO solteirão Teodoro, morador do terceiro andar, se aposentou em janeiro. Passou a vida trabalhando catorze horas por dia na fábrica de azulejos. Tem agora todo o tempo do mundo e ninguém com quem gastá-lo. No segundo mora Geni, viúva e solitária há mais de trinta anos, que pouco recebe a visita dos filhos. De vez em quando os dois vizinhos se encontram no hall e trocam gentilezas e sorrisos. Nessas ocasiões, Teodoro segura a porta do elevador para ela e faz um aceno para que entre. Geni sussurra um obrigada! com voz delicada e caminha a passos miúdos, os olhos baixos.

Ninguém no prédio sabe, mas talvez na próxima sexta-feira eles compareçam juntos ao baile, de braços dados como um casal. E pode ser também que, caso a noite de danças seja um sucesso, eles tenham que decidir, na volta, se saem do elevador no segundo ou no terceiro andar. E, quem sabe, se tudo continuar correndo bem, planejem uma viagem à praia no próximo mês de setembro. Mas, por enquanto, ninguém no prédio sabe. Nem eles.

Neste exato momento Teodoro está folheando o jornal do dia para conferir se foi publicado o seu anúncio sentimental com o desejo de conhecer uma mulher honesta e carinhosa para relacionamento sério. Geni também lê a gazeta diariamente, mas começa sempre pelo caderno de variedades. Depois lê o caderno de política, o de moda, o de saúde… Faltam cinco páginas de papel para o encontro que dará novo rumo à vida dos dois.

 




Tags:, , , , , , , , ,
              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário