Close

7 de janeiro de 2016

Ciranda, cirandinha

ciranda3CIRANDA

– Mamãe, por que aquele crocodilo está dirigindo um carro azul?

– Porque é o carro dele, meu amor. E não é qualquer carro, é uma SUV Honda, percebe? Ele vai pela estrada para visitar seu amigo tamanduá.

– E por que o crocodilo come cenoura?

– Porque está com fome. Olhe, ele já chegou. Vê como o tamanduá sai na varanda para abraçar o amigo?

– Sim, estou vendo. Ele tem alguma coisa na boca. É um cachimbo.

– Estava fumando enquanto esperava seu amigo crocodilo. Vê como os dois se cumprimentam?

– Ah, mas isso é tão bobo! Todos sabem que os crocodilos não dirigem, eles não cabem dentro de um carro, nem comem cenoura. E os tamanduás não fumam. Sabe de uma coisa, mamãe? Eu prefiro a Pantera Cor-de-Rosa.

– E você acredita que existem panteras cor-de-rosa?

– Claro, mamãe. Só que elas fizeram a mesma coisa que você.

– O mesmo que eu?

– É. Seu cabelo antes era preto. Agora é vermelho.

 

CIRANDINHA

Pego as crianças na escola e vamos para casa de carro. Vejo como a menorzinha mexe na maçaneta da porta, tentando abri-la, e peço à maior que explique à pequena por que nunca deve fazer isso.

– Olhe só, Zizinha, se você abrir a porta, e entrar uma pedra voando dentro do carro, e a pedra bater no teto e cair direitinho no botão do cinto de segurança, e o cinto se abrir, pode acontecer de você cair na rua e um caminhão vai passar em cima da sua cabeça. E onde eu vou arranjar outra irmãzinha? Na China? Não, isso não pode ser. Então você não pode abrir a porta, entendeu?

A pequena solta alguns gemidos sem sentido. Pergunto à maior: “O que sua irmã respondeu?”.

– Que se isso acontecer ela vai ficar sozinha e fria numa tumba durante toda a eternidade, e vai chorar muito, e por isso ela não vai mais tentar abrir a porta.

 

 




Tags:, ,

7 de janeiro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos ciranda, cirandinha, crianças

               
              
            
                

Deixe um comentário