Close

28 de agosto de 2018

Condomínio

No número 1 mora uma viúva que, convencida de que seu finado marido reencarnou num gato, adota todos os que encontra pela rua e os afoga na banheira.

O aposentado que perdeu sua sombra vive no número 2. Desenhou a própria silhueta em todas as paredes do apartamento. Agora tem a sensação de ser menos só.

Para o número 3 mudou-se há pouco tempo um casal tido como o mais bem sucedido do universo. Eles juraram fazer da vida do outro um verdadeiro inferno. Conseguiram, com honra ao mérito.

No número 4 vive um médium que não incorpora defuntos depois das duas da manhã.

Gaia e Galaia, duas irmãs gêmeas balzaquianas, moram no número 5. Compartilham tudo: os talheres, os lençóis e o vibrador.

No número 6 vive um ex-presidiário que passou 40 anos na prisão. À noite pode-se ouvir o barulho que ele faz cavando um túnel. Quer voltar à prisão em grande estilo.

No número 7 mora um professor de pré-escola que toda sexta-feira arma uma carta-bomba e a manda a um endereço qualquer, escolhido ao acaso.

A seita satânica tem o seu núcleo instalado no número 8. Aos sábados à noite há ritual sangrento; no domingo pela manhã os membros realizam o bazar “família vende tudo”.

A família de canibais que vive no número 9 sempre cola o mesmo cartaz no elevador: “Temos vaga para mordomo”.

No número 10, gordo e feliz, vive o esposo falecido da viúva que mora no número 1, reencarnado num gato angorá. Ele é a felicidade da dona Amélia, de 80 anos, que prepara comidinhas deliciosas para sua mascote.

 




Tags:,

28 de agosto de 2018 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos condomínio, número

               
              
            
                

Deixe um comentário