Close

8 de abril de 2015

Contos Mínimos # 271 a 280

google271.

E todos os povos do planeta, para comemorar a chegada do quarto milênio da nova era, se ajoelharam e deram graças ao deus Google Todo-Poderoso, o criador supremo de todas as maravilhas.

272.

De acordo com o que se vê e se ouve por aí, um imbecil é um imbecil que não tem dinheiro.

273.

Sinto que o fim se aproxima. Penso no que poderia ter feito e não fiz, no que poderia ter feito de uma maneira melhor… Enfim, fica para a próxima vez. Por agora vou aproveitar esse orgasmo que já está chegando.

274.

– Por favor, procuro um senhor que está hospedado neste hotel.

– Pois não, qual é o nome?

– Braun… não, espere… Braunmaster… não, não… Braunmaskaften… algo assim, mais ou menos.

– Ah, sim, deve ser o senhor Fritz Braungschafftermentrikhofterditcht und Hoffstader.

– Esse mesmo, exato. Fritz Braungschafftermentrikhofterditcht und Hoffstader. Não entendo como fui me esquecer desse nome. Pode chamá-lo, por favor?

275.

Irmãos siameses. Os médicos nos separaram quando nascemos. Aos vinte anos, meu irmão saiu de casa. Eu o busco desde então. Levo agulha e linha no bolso.

276.

O delegado Nogueira se inclinou, abriu bem as narinas e inspirou. Ele era famoso por ter o melhor olfato do Departamento de Homicídios da cidade. “Esse pescado não é fresco. A tilápia tampouco está boa para o consumo. O pintado, sim, está bom.” – disse à esposa, que esperava seu parecer para concluir as compras no supermercado.

277.

Eles compraram o Kamasutra e decidiram provar todas as posições: de frente, de lado, na transversal, inclinado, lado a lado, em pé, deitado… Finalmente escolheram a posição tradicional: o livro na vertical na estante.

278.

Eu a matei porque acordei antes. Simples assim. Nosso casamento já estava por um fio e, depois da briga de ontem à noite, nós dois sabíamos que essa situação não poderia durar nem mais um dia. Tenho certeza de que ela teria feito o mesmo comigo se pusesse o despertador um minuto antes das sete e quinze.

279.

Quando retornou ao apartamento, a música que o vizinho ouvia no cd player tinha cessado. Guardou a arma na gaveta da escrivaninha e continuou lendo em paz e com o silêncio que tanto apreciava.

280.

Anúncio de jornal: cabra macho busca mulher corajosa para relacionamento cheio de aventura e emoção. É imprescindível que tenha predisposição para final trágico.

 

 




Tags:,

8 de abril de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

               
              
            
                

Deixe um comentário