Close

1 de maio de 2019

De 3 em 3

Ama-me, pia a andorinha.

Tenho fome, grasna o falcão.

Gira, mundo, grita a natureza.

 

Lembro-me muito bem:

naquele tempo a gente beijava o pedaço de pão

que caía no chão.

 

Repare:

a vitrine de uma funerária

é sempre um espelho.

 

Que sou eu senão uma oportunidade

no meio de infinitas possibilidades

de não haver sido?

 

Ninguém pode fazer nada

quando o céu

tem intenção de chover

 

Ontem, amplidão,

hoje, precipício.

Vida, pega leve!

 

A moralidade é um serviço doméstico,

não algo num pedestal,

não uma divindade

 

E chegaram os hunos.

Quando se foram, deixaram para trás

a terra arrasada e Átila reproduzido em mil

 

Não se pode pedir emprestada

uma boa forma

de morrer

 

Amar como ama o olho,

deixando íntegro

o objeto de seu amor

 

Nos lábios, mil respostas

nenhuma pergunta

nos olhos dos outros

 




Tags:,

1 de maio de 2019 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia 3, haicai

              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário