Close

11 de junho de 2017

De amor e de inspiração

Eu te observo com gesto ousado, quase altivo. Tantas vezes desenhei esse momento em minha imaginação, que me apresento a ti com a audácia de quem conhece teus passos e sabe teus caminhos. Tu, imaculada, te entregas pela primeira vez. Enfrentas a emoção primitiva da aventura e ofereces teu corpo e alma a alguém que te dá guarida e conforto. Tremes ligeiramente quando pouso minha mão com delicadeza sobre tua pele nua e noto como, em silêncio, pedes mais enquanto percorro teus membros com paixão, com firmeza. Desfrutas de teu desejo e gemes, ardente e aberta ao desconhecido. Me deleito em ti durante horas e tu, à minha mercê, sobes até as nuvens e nelas repousas o teu cansaço para, em seguida, extasiada, depositar o corpo sobre a mesa, para que eu firme meu nome sobre o teu ventre. Olho para ti, satisfeito e sorrio. És minha. Sou teu. Desligo o computador e te guardo em minha memória e em meus olhos. Viverás eternamente no que sinto e escrevo. Minha musa.

 




Tags:, ,

11 de junho de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Prosa Poética amor, inspiração, musa

               
              
            
                

Deixe um comentário