Close

21 de junho de 2017

Enquete

Poucas horas após minha morte recebi por e-mail uma mensagem que pedia minha opinião sobre o que era a vida, já que eu tinha acabado de sair dela. Quando estava vivo, costumava receber esse tipo de pesquisa eletrônica, mas nunca dei importância. Eram perguntas sobre o hotel onde tinha me hospedado poucos dias antes, ou sobre um restaurante que tinha descoberto num bairro distante. Nunca me dei ao trabalho de responder a essas mensagens, e não seria agora, já convertido em defunto e com meu corpo se decompondo lentamente, que iria fazer caso disso.

Mesmo assim, dei uma olhada rápida, aproveitando que o celular ainda estava funcionando. A pesquisa era bem completa, como era de se esperar, e perguntava sobre o meu grau de satisfação — nota de zero a cinco — sobre aspectos relacionados com minha saúde, a idade que consegui atingir, os sonhos realizados, as metas cumpridas, os objetivos alcançados. E deixava um espaço em branco para que eu escrevesse algum comentário sobre minha passagem por este mundo e que pudesse, de alguma maneira, melhorar as condições para os futuros defuntos. Havia também, claro, a indefectível pergunta: eu recomendaria essa experiência a meus amigos e familiares?

Como disse anteriormente, eu não estava em situação de atender a todas essas questões, nem mesmo a troco dos valiosos prêmios aos quais, a pesquisa dizia, eu poderia concorrer. E, por mais que tivesse tentado com todas as minhas forças, não consegui cancelar minha subscrição. Por isso é que agora, anos mais tarde, quando de mim não resta nem o pó de que fui feito, continuo atualizado com as últimas novidades e promoções das empresas.

 




Tags:, , ,

21 de junho de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos defunto, enquete, opinião, vida

              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário