Close

3 de agosto de 2015

Esquisita

esquisitaQuando vamos ao cinema, sempre pede que eu me sente primeiro. Ela gosta de entrar na sala com as luzes apagadas e, como uma desconhecida, passa por mim roçando suas pernas contra as minhas e senta-se a meu lado, iniciando de imediato aquele jogo amoroso que costuma acontecer nas salas escuras dos cinemas.

Se vamos às compras, sempre fica alguns passos atrás de mim, e me observa a distância. Quando entro num provador, ela finge ser uma atendente da loja e me segue, perguntando se eu desejo que ela marque a barra da calça. E assim, de joelhos na minha frente, com a fita métrica em volta do pescoço, ela mede o tamanho exato de minhas pernas.

Nos dias das compras ela sempre volta para casa antes de mim. Quando chego, ouço seus gritos: “Isso são horas? Está vindo de onde, cretino?”.

E assim vamos levando a vida. Minha mulher é esquisita.

 




Tags:,

3 de agosto de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos esquisita, mulher

               
              
            
                

Deixe um comentário