Close

16 de junho de 2015

Final feliz

big bang

A história funcionou desde o começo. Cenário e luz deslumbrantes, roteiro escrito com maestria. A ideia original – criar um planeta habitado, os seres vivos, as plantas, as flores, os vales e as montanhas – era perfeita. A cereja do bolo veio em seguida: colocar nesse espaço de sonho uma criatura interessante, dotada de vontades e voz, que se destacasse de tudo ao redor, e fazer essa criatura perambular por ali, até encontrar alguém semelhante e com isso amenizar a solidão – que roteirista genial, que história preciosa, um achado!

Em seguida veio o toque magistral de introduzir uma serpente no enredo, justo na hora em que o roteiro ficava enfadonho e a audiência debandava. Foi uma ideia de mestre, que deu a reviravolta necessária à história. Crescer e multiplicar-se, ganhar a vida com o suor do próprio rosto etc. – o público adorou essa parte. É verdade que o ato intempestivo de Caim não estava programado, mas teve muita aceitação: afinal, um crime fratricida é algo que excita e hipnotiza os espectadores. A partir daí, tudo correu como um torvelinho, às vezes com planejamento, às vezes na base do improviso mesmo: a criatura interessante se encarregou de providenciar guerras, assassinatos, torturas, humilhações, traições, enganos, trapaças e outros males em quantidades suficientes para encher quinze temporadas, levando a audiência às alturas. De vez em quando, fruto de detalhada estratégia, surgia alguém sonhador e bondoso, com quem o público se identificava e a catarse se realizava, plena. E havia doses generosas de sexo, para atrair a atenção das mulheres – sexo disfarçado de amor, bem entendido.

Agora falta escrever o último capítulo da minissérie. Isso está preocupando muito o roteirista. Ele sempre apreciou os finais felizes, mas agora está em dúvida: no ponto a que a história chegou, um final feliz seria completamente inverossímil.

 




Tags:

16 de junho de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos final feliz

               
              
            
                

Deixe um comentário