Close

12 de abril de 2017

Hábito

Depois de muitas décadas em cativeiro, decidiram nos libertar. Tiraram nossas ataduras, cordas, ferros e todas as coisas que nos mantinham imóveis e inertes: éramos livres, afinal. Saímos para as ruas, percorremos avenidas, becos, praças e parques, mas conservamos as correntes em nosso corpo como recordação dos velhos tempos. Uma questão de hábito apenas. Agora vamos aonde queremos, ninguém nos impede, mas, quando uma árvore aparece em nosso caminho, nos agrupamos ao redor do tronco e permanecemos ali, acorrentados, por uns minutos, talvez por umas horas. Talvez por toda a vida.

 




Tags:, , ,
               
              
            
                

Deixe um comentário