Close

21 de novembro de 2014

A história de amor que não foi contada

abraco-por-do-sol

Eu queria que esta fosse uma história de amor. A história de um homem e uma mulher que um dia se conhecem num lugar qualquer da cidade e se apaixonam, como se apaixonam um homem e uma mulher que, em determinado momento da vida, estão receptivos para isso; algo como as árvores, que ficam à espera da chuva para orquestrar o nascimento de suas flores. Em minha história esse homem estaria sentando num café quando a mulher passasse pela calçada, olhando a vitrine das lojas e talvez se encantando por aquele modelo novo de sapato. Ela sentiria que alguém a observava e viraria a cabeça, encontrando os olhos e o sorriso dele. Ela sorriria também e ele a convidaria para sentar e tomar um café, a tarde estava tão linda e quente que não haveria nada melhor que se sentar num café e deixar a vida correr. Eles conversariam sobre si, seus gostos, seus sonhos e a vida que tinham levado até esse momento no café. Porque desse momento em diante a vida dos dois tomaria outro rumo: ele a convidaria para um passeio, depois fariam amor e descobririam tantas coisas em comum que o universo jamais os perdoaria se não continuassem a vida juntos.

Queria que ninguém atrapalhasse a história desses dois, nem Deus, nem o Diabo, nem o azar, nem coisa nenhuma. Seria apenas a história de um homem e uma mulher que, depois desse dia no café, andariam juntos na chuva, descobririam como o sorriso do outro é lindo e viveriam muitos dias mais com o privilégio raro da felicidade plena, porque eles mereceram essa alegria, porque eram bons e porque eram um homem e uma mulher que ainda acreditavam que o amor pudesse surgir assim, ao acaso. Simples assim.

Só que não. Nem ele nem ela perceberam a história que eu queria contar. Ele estava distraído olhando as mensagens do celular e não viu quando ela passou pela calçada. E ela gostou tanto daqueles sapatos que entrou na loja para ver como ficariam em seus pés. Ele se levantou logo depois e saiu apressado, porque tinha problemas a resolver, e ela foi para outra loja, porque agora precisava comprar uma bolsa que combinasse com o calçado. Assim, os dois se distanciaram no caminho do nunca mais e eu perdi a chance de escrever uma história de amor.




Tags:, , , ,
              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário