Close

17 de março de 2015

Informe da situação

tristeza-8

Fiquei sabendo que perguntaste por mim.

Pouco te posso contar,

embora não me faltem recordações.

De amor recolhido, me afogo.

De solidão, transbordo.

Ainda sofro com o inverno,

e só o sol é capaz de me dar alguma alegria.

Às vezes, quando me acumulo de palavras,

chateio meus amigos com minha verborragia.

Para conselhos, prefiro o espelho.

Deixei de chamar por teu fantasma.

Estou perigosamente calmo.

Mudei de casa, troquei de carro, comprei um cachorro.

Enchi milhares de folhas com as letras, palavras, frases

que me assaltam nas noites de insônia.

Como tu podes ver, alguma coisa mudou.

Ah, ia me esquecendo: voltei a sonhar.

Hoje tenho tudo de quase nada,

que é o mais perto que se pode chegar de ser feliz.

O que te posso dizer é: entre mim e ti

– guarda segredo, por favor! –

o único que me faz falta de verdade

são os beijos.

Os teus.

 




Tags:,

17 de março de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Poesia situação, solidão

              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário