Close

4 de agosto de 2015

Jornada de um homem comum

loucuraConstruiu uma casa: lar.

Rodeou-se de pessoas próximas: família.

Preencheu seu tempo com ausências: trabalho.

Povoou sua cabeça de projetos: hábitos.

Bebeu o sumo negro da inveja: injustiça.

Puxou o tapete de alguns companheiros: oportunidade.

Manteve em suspenso suas demonstrações de afeto: dedicação à empresa.

Escondeu-se sob uma capa de ciúme: amor incondicional.

Sucumbiu ao ressentimento: escrúpulos.

Levantou muros entre si e seus filhos: defesa própria.

Humilhou e maltratou a esposa: zelo pela honra.

Vestiu-se com as galas da loucura: liberdade.

Consumiu, desperdiçou, esbanjou, dilapidou, arruinou: desilusão.

Descarregou todas as balas sobre os seus: melhor solução.

Molhou os dedos no sangue que escorria de todos eles: compensação.

Fechou hermeticamente a garagem: penitência.

Trancou-se no carro e ateou fogo: ataúde.

 




Tags:,

4 de agosto de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos homem comum, jornada

               
              
            
                

Deixe um comentário