Close

10 de novembro de 2014

A loja de despedidas

rodoviária

Na estação rodoviária da cidade, entre um quiosque que vende lembranças para turistas e uma lanchonete, há uma lojinha de despedidas. Ali, os viajantes solitários, aqueles seres que transitam de um local para outro sem que haja ninguém que se despeça deles e que têm exposta na face e nos olhos vazios toda a tristeza que lhes habita a alma, podem escolher a melhor forma de partir da cidade para onde quer que o destino lhes empurre. Há despedidas para todos os gostos, ânimos e possibilidades financeiras. Os atores contratados pela loja, de todas as idades, são muito experientes e treinados nesse mister, e sabem demonstrar a dose exata de emoção que momentos como esses pedem.

A um preço bem camarada pode-se comprar um aperto de mão, daqueles que acontecem entre dois conhecidos cordiais, pulso firme e olhos nos olhos. Ou então um abraço sincero de um amigo querido, de quem se sentirá muita saudade. Outra despedida muito procurada é aquela que envolve a família toda, com direito a lágrimas e a recomendações como “ligue quando chegar lá” e “proteja-se do frio”. Esse tipo de despedida tem como bônus um passeio pela plataforma da estação, bem devagarinho, para retardar até o limite a hora da separação; no momento preciso, os pais, filhos, tios e sobrinhos do viajante dão nele o último e emocionado abraço.

A despedida mais solicitada é, sem dúvida, a do beijo e abraço da namorada. É o produto mais caro da loja, mas isso parece não importar aos viajantes solitários. Não há dinheiro que pague sentir o perfume que sai dos cabelos da moça, quando ela se aproxima sorrindo e de braços abertos. Sua voz sussurrada no ouvido do viajante, dizendo o quanto sentirá a falta dele, o quanto o ama e o quanto sofrerá com sua ausência é música para quem está sozinho na rodoviária, cercado por desconhecidos e sem ninguém a quem dizer adeus. Por um pequeno valor adicional, o viajante pode ainda desfrutar de uma caminhada de alguns metros com a namorada pela plataforma, com direito a olhares de amor, carinhos no rosto e um último abraço apertado pouco antes de o ônibus partir.

A lembrança das despedidas compradas pelos viajantes solitários costuma acompanhá-los durante boa parte da viagem, confortando seu coração e seus sonhos. Assim, fica um pouco menos dolorosa a sensação de exílio que experimentam a cada partida.

 




Tags:, , , ,
               
              
            
                

Deixe um comentário