Close

18 de julho de 2017

Malfisa, a Louca

A notícia de que a peça seria finalmente levada aos palcos a encheu de euforia, ainda mais quando soube que lhe dariam o papel que sempre desejou representar, o de Malfisa, a Louca. Era um papel pequeno, sem muitas falas, e ainda assim estupendo, cheio de possibilidades interpretativas, o sonho de toda atriz digna do nome. Estava que não cabia em si. Era a oportunidade de sua vida e já imaginava como criaria a personagem: uma louca graciosa, simpática, afetuosa, algo engraçada, romântica, carismática. Um papel sob medida para seu talento. Iria memorizar com afinco suas poucas falas, para que a palavras surgissem em sua boca como se recitasse a Ave-Maria — naturalmente, espontaneamente, sem pensar ou titubear. Ah, sua interpretação seria memorável!

Ela sabia que poderia dar conta, com louvor, de papel tão importante no espetáculo. Quando estivesse no palco, iria roubar a cena e hipnotizar o público, que não tiraria a atenção de sua figura esguia, poderosa e ao mesmo tempo frágil, delicada, diáfana. E os olhos! E as mãos! E a expressão corporal! E a voz! Já tinha tudo preparado na cabeça, milimetricamente. Que papel extraordinário! Um tour de force para grandes atrizes, como ela.

Teve ímpetos de gritar, pular e dançar de tanta alegria, mas se conteve, não iria desperdiçar as emoções antes do tempo; ela era inteligente o bastante para saber a ocasião adequada para pôr para fora todos os sentimentos represados no peito. Deu um Obrigada, até amanhã! para o diretor, o assistente de palco e o coreógrafo e sorriu amavelmente para seus companheiros de cena. A felicidade fazia seu corpo ficar leve e etéreo e ela sentiu que poderia até levitar. Foi caminhando graciosamente até a porta de saída e tentou várias vezes abri-la, em vão. Estava trancada com chave. Voltou sobre seus passos e encarou o vazio em volta de si. Gritou, cabelos eriçados e olhos fora das órbitas, e caiu desmaiada. Os homens de uniforme vieram correndo assim que ouviram o baque de seu corpo no chão.

 




Tags:, , , ,

18 de julho de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos atriz, espetáculo, louca, palco, papel

               
              
            
                

Deixe um comentário