Close

3 de fevereiro de 2017

Meu irmão mais velho e eu

No colégio continuamos dizendo que ele está viajando. À vovó, quando tem um momento de lucidez e pergunta por ele, dizemos que foi para um garimpo distante no Nordeste e que logo voltará com muitas pepitas de ouro. Para os vizinhos, dizemos que ele não sai mais porque trabalha em casa e faz tempo que desistiu de ir à missa ou à padaria. Se a mamãe quer saber onde ele está, repetimos a história de sempre: que ele saiu para comprar cigarros, ou o jornal, ou o doce de leite para a sobremesa do almoço. Ela se satisfaz com a explicação e só voltará a perguntar por ele no dia seguinte. As gêmeas, tão pequenas, nem se lembram de um dia tê-lo visto. Eu e meu irmão mais velho trocamos olhares e nos sentimos seguros: temos certeza de que o papai continua no mesmo lugar em que o enterramos, com a faca enfiada na garganta. De lá ele não voltará. Assim esperamos, meu irmão mais velho e eu.

 




Tags:, , , ,

3 de fevereiro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos eu, irmão, mamãe, papai, vovó

               
              
            
                

Deixe um comentário