Close

27 de maio de 2018

Mulher(es)

Trepado num caixote na porta do bordel, um homem, megafone em punho, anuncia aos passantes a mercadoria que está à venda dentro da casa. Diz ele que lá, entre cortinas de veludo e almofadas de cetim, nos quartos vestidos de vermelhos e beges e espelhos, há uma mulher branca como leite, cheia de graciosas sardas no rosto e nos ombros, há outra dada a fantasias que nem o mais porco dos homens consegue imaginar, uma outra tem mãos fortes e sabe Deus de que quantidade e qualidade de carícias ela é capaz, outra ainda toca três instrumentos de uma só vez com afinação irretocável, uma outra ruge como o motor de um helicóptero desbocado, há também uma que consegue ficar três noites sem dormir, outra ainda que se esquece do próprio nome quando a tiram pra dançar um bolero e mais uma, muito especial, que fica adoravelmente vesga quando ouve alguém dizer Obrigado!

No entanto, dentro daquela casa há somente uma mulher. No entanto, o homem do megafone não mente.

 




Tags:

27 de maio de 2018 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos mulher

               
              
            
                

Deixe um comentário