Close

3 de agosto de 2018

O farol

No meio do deserto tinha um farol. Alto, bem fincado na areia, onde os andarilhos perdem os passos e os caminhos se evaporam, era imponente aquele farol.

Os errantes do deserto que o encontram à noite, durante sua caminhada, se perguntam qual o sentido de sua luz, já que as estrelas iluminam a vastidão com muito mais intensidade. É um farol sem sentido, uma inutilidade plantada onde só tem vazio, onde só tem nada e um imenso horizonte inatingível, resmungam os pés cansados.

Os navegantes das dunas, porém, acostumados com a arte de andar, sabem que a luz débil do farol, lá em cima, permite que se chegue até ele antes do amanhecer. Só então, quando o sol incendeia e torra tudo o que se move sobre a areia, o andarilho pode descansar um pouco, protegido pela sombra projetada por aquela inutilidade.

 




Tags:, , , , ,

3 de agosto de 2018 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos andarilho, areia, deserto, farol, luz, sol

               
              
            
                

Deixe um comentário