Close

29 de junho de 2020

O grito que fugiu da boca do menino

O menino abriu a boca

e um grito fugiu,

e as palavras que vieram em seguida

caíram no chão feito andorinhas feridas em pleno voo.

Agonizaram, as palavras.

Confundidas e órfãs, as letras das palavras.

 

Esta noite choverá

e pode ser que a água

arraste para o rio todas as letras

que saíram da boca do menino

e, do rio, elas alcancem o mar.

 

Pode ser também que o mar se compadeça

das letras confundidas,

e as algas, os tubarões e os peixes menores

se esforcem para juntá-las

e encontrar sentido

para tanto grito e tanto silêncio,

tanto abandono e tanto esquecimento,

 

e elas retornem à beira,

ondas ancestrais,

prenhes de palavras,

prenhes de gritos.

Pode ser.

 




Tags:, , , , , , , , , , ,
               
              
            
                

Deixe um comentário