Close

5 de dezembro de 2018

O homem confuso

Na minha primeira viagem de avião troquei, sem querer, minha mala com a de outro passageiro. Só fui perceber o engano quando cheguei ao hotel. É só uma questão de me adaptar, pensei, pragmático, fuçando o conteúdo. Era uma mala de homem, de maneira que não encontrei dificuldade para vestir as calças, camisas e cuecas que estavam ali. Achei que foi sorte encontrar no nécessaire o desodorante da mesma marca que eu costumava usar.

Em outra ocasião, passeando pelo parque com meu filho pequeno, me distraí e voltei para casa empurrando um carrinho de bebê — com um bebê dentro, que não era o meu. Não me incomodei com o caso e fiz o que sempre fazia quando voltava do passeio: preparei o banho morno, a mamadeira e depois o coloquei no berço com todo cuidado.

Também já disse, inúmeras outras vezes, eu te amo para a pessoa errada, mas isso é outra história. Devo acrescentar que, apesar e depois de tudo, sou uma pessoa otimista, e agora que estou despencando deste precipício, dentro de um carro que não é o meu, não me preocupo. Seguramente esta será a última confusão da minha vida.

 




Tags:, ,

5 de dezembro de 2018 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos confusão, confuso, homem

               
              
            
                

Deixe um comentário