Close

24 de março de 2017

O resgate

Enviou carta anônima pedindo resgate à família, junto com uma foto do menino que, com cara de choro, segurava um exemplar do jornal do dia para comprovar a atualidade da cena. Os dias passaram e ninguém respondeu. Numa atitude desesperada, cortou o dedo mindinho do garoto e o remeteu numa caixa, junto com outra carta, reforçando o pedido de resgate. Novamente nenhuma resposta. Mandou a mão direita. Depois o braço inteiro. Nada, nem um simples retorno aos pedidos. Continou mandando pedaços do garoto sequestrado, sem que nenhum efeito surtisse. Quando percebeu, do menino só restou o dedão do pé direito. Foi quando chegou, finalmente, a mensagem da família:

Com os pedaços que o senhor tão amavelmente nos enviou, pudemos cerzir o Chiquinho de novo. Ele está bem de saúde e tem engordado bastante. Mas sentimos falta do dedão do pé direito. Sem ele, o menino não consegue jogar futebol com os colegas no colégio. Poderia, por gentileza, enviar o que falta do moleque? Agradecido.

 




Tags:, , , ,
               
              
            
                

Deixe um comentário