Close

22 de maio de 2019

O tempo e a espera

Se não tenho tíquete para viajar,

por que venho todos os dias à estação

a respirar entre gentes e malas

que não sei se vêm ou se vão?

 

Sou testemunha de encontros ansiosos,

de lágrimas e despedidas postergadas.

Como a vida mesma.

 

Os dias passam, as horas passam,

os trens, os viajantes passam,

e logo os trens e os viajantes voltam,

mas nem o tempo

nem aquele rosto que uma vez partiu

voltam.

 

A espera é líquida

como água violenta.

Enquanto tudo passa, eu permaneço,

e já me esqueci se o que espero

é uma ida

ou um regresso.

 




Tags:, , ,

22 de maio de 2019 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia espera, estação, tempo, trens

               
              
            
                

Deixe um comentário