Close

5 de junho de 2017

O trabalho sujo

O pai, inflexível, expulsou-o de casa quando ele ainda era adolescente. Agora, vinte anos depois, homem feito, Josué soube da notícia: queriam-no de novo na cidade, para que executasse um serviço que só ele poderia fazer e que não deixasse pistas; poderia voltar a desaparecer no mundo depois. Recebeu dinheiro adiantado para o trabalho sujo. Àquela altura, Josué já tinha criado fama na redondeza: a de profissional temido, apalavrado, que cumpria as ordens dadas sem questionar. Os homens tinham medo dele. As mulheres diziam que ele tinha na boca um gosto acre de sangue e tabaco. Josué, homem de poucos amigos e palavras, pairava acima da lenda que criaram em torno dele. Aceitou a oferta e voltou à cidade natal.

Alguém lhe apontou disfarçadamente a vítima, um homem de meia-idade que muita gente queria ver morto. Josué se aproximou dele por trás e engatilhou o revólver. Seu pai se virou. Sem o menor sinal de perturbação, os dois homens sustentaram o olhar um do outro. Josué viu que no rosto do velho ainda havia o mesmo ódio do dia em que foi expulso de casa. Baixou os olhos e depositou a arma na mão estendida do pai.

— Gastei todo o dinheiro que me deram, balbuciou.

— Eu já imaginava. Você sempre foi irresponsável. Um inútil.

— Não fale assim comigo. Eu já sou adulto, fiz meu nome, tenho fama.

— De assassino?

— Eu só cumpro com o que me pedem. É o meu trabalho.

— É trabalho sujo. Inútil, delinquente, bandido. Não o reconheço como meu filho.

— Também não o vejo como meu pai. Você é um homem egoísta, não existe pra mim.

— Felizmente eu não estava perto quando você se tornou adulto. Um bandido que tem o meu sangue nas veias, que má sorte!

— Mas nunca roubei nem quebrei minha palavra, disse Josué, com lágrimas na voz.

— E não será por minha causa que irá quebrá-la, respondeu o pai, encerrando o diálogo.

Tão inflexível quanto há vinte anos, e com o mesmo rancor impresso nos olhos, o pai de Josué encostou o revólver na própria têmpora e apertou o gatilho.

 




Tags:, , , ,

5 de junho de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos filho, ódio, pai, sujo, trabalho

               
              
            
                

Deixe um comentário