Close

19 de janeiro de 2016

Óculos

oculos2Há muito tempo não uso mais óculos de sol. Usava quando era mais jovem. Uma vez comprei num camelô da avenida São João um par daqueles com espelho. Era a moda de então e eu achava que todos tinham que usar óculos espelhados, inclusive eu. Hoje vejo todo mundo com óculos de sol, mesmo quando não há sol: no interior das lojas e bares, nos dias chuvosos e até à noite, para dar um simples passeio.

Existe agora, ou existiu sempre, uma tendência não verbalizada de esconder os olhos. Talvez porque eles, os olhos, sejam a janela da alma e ninguém esteja disposto a desnudar a sua em público. De qualquer modo, penso que as pessoas usam óculos de sol por qualquer motivo, menos por necessidade. O resultado disso é que os olhos se acostumam a ver tudo mais opaco e sem formas claramente definidas. É uma maneira singular de perceber a realidade. As cores, vistas com óculos escuros, ficam esmaecidas e assim se evitam impactos e sustos desnecessários ante a explosão de cores do mundo, ainda que, em contrapartida, se perca a beleza dos matizes da vida.

 




Tags:, ,

19 de janeiro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética cores, óculos, sol

               
              
            
                

Deixe um comentário