Close

23 de fevereiro de 2021

Oferta

Dá-me mil mortes diárias e te mostrarei um país que sangra.

Dá-me agulha e linha e bordarei teu nome num pano celestial.

Dá-me migalhas de pão e inventarei estrelas.

Dá-me um suspiro e ouvirás meus gemidos.

 

Dá-me mil mortes diárias e te mostrarei um país em convulsão.

Dá-me uma lágrima e te devolverei um rio.

Dá-me um ponto de apoio e moverei o mundo.

Dá-me a realidade e te entregarei magia.

 

Dá-me mil mortes diárias e te mostrarei um país devastado.

Dá-me teu pranto e escreverei poemas.

Dá-me um só segundo e matarei o tempo.

Dá-me teus olhos sem brilho e deles farei uma praça iluminada.

 

Dá-me mil mortes diárias e te mostrarei um país em carne viva.

 




Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , ,