Close

5 de outubro de 2020

Olhar

Tanta miséria e maldade à vista,

meus olhos fugiram,

envergonhados.

 

Não me peças que olhe para nada,

não me peças que te olhe,

já não tenho olhos,

eles se exilaram de mim

e foram para o mar.

Busca-os no meio da água:

ali flutuam.

 

Quem sabe se

sobre a superfície líquida

eles não terão calma

e olharão para alguma coisa?

Olharão para ti?

Olharão por ti?

 




Tags:, , , , , ,