Close

26 de julho de 2019

Os meninos

A chuva envernizou a rua

entardecer de prata

a lua refletida nas poças

parecia barquinho de papel

e os meninos perguntaram de quem era

aquela beleza toda

 

Os meninos que nada têm

não se acostumam a não ter,

então querem tudo o que pensam

que podem ter:

a chuva

a tarde

a lua

a prata da rua

e o sol do amanhecer

 

As nuvens — de quem são as nuvens?

O vento — de quem será?

Os meninos perguntam de quem são

as flores, os sonhos, as borboletas,

a joaninha, a lagartixa, as formigas

e o caramujo

 

Os senhores donos de tudo,

envenenados por seu poder,

pisando sonhos, violando luas,

não têm tempo para responder.

 




Tags:, , , , ,

26 de julho de 2019 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia chuva, lua, meninos, nuvens, tarde, vento

              
            
  1. “Os senhores donos de tudo, envenenados por seu poder,pisando sonhos, violando luas, não têm tempo para responder”.

    Mas quem precisa das respostas dos senhores quando as palavras cirúrgicas do poeta alcançam as melhores perguntas?

    Excelente prezado poeta!

    • Obrigado, Marcelo, pela visita ao blog e pelo comentário. Eles dizem que não têm tempo. Acho que não têm resposta, nem querem sair à procura delas. Abraço.

  2.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário