Close

12 de junho de 2019

Os olhos dela

Ele ia deixá-los abertos, os olhos dela, mas estavam tão mortos que decidiu cerrá-los para que parecesse que dormia.

Conheceram-se numa festa de final de ano, na casa de amigos. Ele gostou do jeito e da graça com que ela levantou a taça de vinho durante a contagem regressiva. Viu quando ela tomou um grande gole no “zero!” e abriu os braços para cumprimentar os amigos. “Quero ela”, pensou, “quero essa boneca pra mim.” Já era quase de manhã quando caminharam pela calçada, buscando um café aberto. Lá dentro, trocaram carícias nas mãos sobre a mesa. Conversaram muito e marcaram novo encontro, cansados demais para irem para a cama àquela hora.

Na segunda vez que se viram, ela confessou, rindo muito, que era uma bruxa poderosa e tinha o dom de ver o futuro num baralho. Disse também que não revelava tudo o que as cartas diziam, não gostava de provocar pânico nas pessoas. Só contava os acontecimentos mais leves, do tipo “você vai se casar com um colega da igreja” ou “sua vida será viajar pelo mundo”, coisas assim, inofensivas. Ele falou vagamente sobre seu trabalho num banco, coisa enfadonha e desimportante. Não revelou seu fascínio por bonecas, aqueles brinquedos quase insuportáveis de tão perfeitos. Também escondeu que tinha uma pequena coleção deles em sua casa. Começaram a namorar.

No terceiro encontro ele pediu e ela concordou: leria com prazer o futuro dele, desde que se reservasse o direito de não dizer tudo. “Fechado. Me diga só as coisas boas, como o nosso casamento, por exemplo”, ele riu. Sentados em volta da mesa forrada com um cobertor, ela espalhou as cartas e se concentrou. Leu o que elas diziam. Seu rosto se crispou e se transformou numa máscara de horror e medo. Olhou para ele e fez menção de sair correndo de lá. Ele a segurou pelo pescoço e apertou até seu corpo amolecer. Agora ela está deitada na cama como um desses bonecos que têm uma bolsa na barriga para guardar o pijama. Ele ia deixá-los abertos, os olhos dela, mas estavam tão mortos que decidiu cerrá-los para que parecesse que dormia.

 




Tags:, , , ,

12 de junho de 2019 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos bonecas, cartas, futuro, medo, olhos

               
              
            
                

Deixe um comentário