Close

27 de janeiro de 2020

Outono imperdoável

O outono me trouxe o silêncio,

mas não sei o que fazer com o silêncio.

 

O outono encantou os pássaros,

mas não sei como lidar com a ternura

que me provoca o canto das aves.

Meus ouvidos estão mortos já.

 

Uma árvore agoniza no deserto

do Livro dos Reis.

O outono a despiu. Ela está sozinha.

 

Eu também estou só.

Mas de minha madeira ninguém fará um santuário.

 




Tags:, , , ,
               
              
            
                

Deixe um comentário