Close

4 de agosto de 2020

Para quando eu não mais estiver aqui

Vou fazer minha vida se chocar com a sua como se fosse um acidente. Minha imagem invadirá sua retina e minha voz ecoará em sua cabeça: estarei para sempre gravado em sua memória. Subirei de novo os degraus que me levam ao seu sorriso e, se você não estiver lá, esperarei na escada até que termine a noite e, quando o dia aparecer, você finalmente chegue e me encontre. Colocarei em suas mãos muitas moedas de chocolate, para que seja rica em momentos de doçura. Encherei seus pulmões de ar para que seja plena em liberdade e possa voar. Enquanto eu tiver forças, criarei mil verões ardentes, assim não se esfriarão seus pés nem sua alma; junto com eles, dez sóis exuberantes de luz, para que não tenha medo do escuro. Não sou compositor, mas farei uma canção em sua homenagem e, dessa maneira, haverá sempre uma nota soando por você no assovio de um transeunte distraído. Vou lhe contar um conto que ninguém conhece, escrito por mim, sussurrando as palavras em seus ouvidos e acariciando sua cabeça em meu colo. Enquanto você dorme, trairei seu subconsciente para que, ao acordar, se não me encontrar aqui — porque poderei já ter partido deste mundo —, ao menos me encontre num sonho.

 




Tags:, , , ,
               
              
            
                

Deixe um comentário