Close

6 de abril de 2015

Perdas

plantação

Com as mãos na cintura e um grande desânimo nos olhos, ele olhava o campo e não conseguia acreditar no que via. Tanto tempo de trabalho, tanto esforço, tanto sacrifício que essa gente fez, de sol a sol, todos os dias controlando a colheita, e agora isso: o granizo e o vento destruíram mais da metade de tudo o que foi plantado. Que lástima! Árvores derrubadas, frutos espalhados e apodrecendo no chão: era um cenário devastador! Fez mentalmente os cálculos de quanto essa tragédia custaria a seus lucros e ficou ainda mais furioso. Antes de voltar para casa, ordenou às mulheres que choravam que primeiro recolhessem os frutos que poderiam ser salvos, e depois que enterrassem os dois ou três camponeses que tinham morrido durante a tempestade.

 

 




Tags:

6 de abril de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos perdas

               
              
            
                

Deixe um comentário