Close

4 de agosto de 2020

Perguntei ao rio

rio, estás seguro de que queres mesmo chegar ao mar?

(argumentei) tens muito a perder:

tuas tatuagens de luz

os redemoinhos

a força da tua correnteza

o barro do teu leito (tua cama, teu repouso)

a companhia silenciosa das margens

a sombra dos salgueiros

os peixes habituais

as aves de pernas altas

tua cantilena ancestral

alguma pontezinha

e principalmente

o teu tesouro de água doce (o alimento dos homens).

 

o rio não me respondeu

e fez o que fazem os rios: seguiu para o mar.

 




Tags:, , , ,

4 de agosto de 2020 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia mar, poema, poesia, poeta, rio

               
              
            
                

Deixe um comentário