Close

19 de dezembro de 2014

Por toda a nossa vida

banco

Sempre que lhe perguntam sobre o pai de seus filhos, ela fica ruborizada. A primeira coisa que lhe vem à cabeça é a sensação de calor que lhe invadiu o rosto quando o viu pela primeira vez, há tanto tempo, passeando pela praça da cidade. Amaram-se naquela mesma noite e ele propôs um acordo: ficaremos juntos por toda a nossa vida.

No dia em que assinaram os papéis do casamento, ela sentiu uma forte dor no estômago e chegou a vomitar. “É a emoção”, consolou-a a mãe. Depois da cerimônia ele confirmou o acordo que propusera antes: na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, por toda a nossa vida.

Um dia ela experimentou o ardor da primeira surra, misturado ao sal das lágrimas que inundavam seu rosto. Desde então o acordo entre os dois foi que ele sempre pediria perdão, e ela sempre se calaria.

Dez anos depois não houve tempo para novo acordo: enquanto uma ambulância a levava para o hospital, a polícia o conduzia à prisão.

Hoje o medo ainda arde em seu rosto. E assim será por toda a sua vida.

 




Tags:, , , , , ,
              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário