Close

10 de agosto de 2015

Recorrência

assustadoOntem um homem foi morto por bandidos num dos shoppings da cidade. Fazia compras numa loja de artigos para o lar. Engenheiro de cinquenta anos, casado, dois filhos, nasceu no interior do Estado e morava na capital havia sete. Já estava morto quando deixou a loja. Segundo se comentou, ele não percebeu que tinha morrido até muitas horas depois, quando começou a sentir um estranho vazio no estômago. Foi correndo até o pronto-socorro mais próximo de sua casa.

Os proprietários da loja, junto com a polícia, buscam, desde o momento da ocorrência, uma pista sobre os autores do crime, mas até agora nada foi descoberto. O defunto, que está prestando depoimento na delegacia, afirma que não é a primeira vez que isso acontece com ele. Já morreu outras duas vezes: uma, quando saía do banco, e outra, quando levava o Pingo para passear. Levou tiro no peito nas duas ocasiões, mas se recuperou. Espera recobrar a vida também desta vez, pois precisa trabalhar para sustentar sua família.

 




Tags:, ,

10 de agosto de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos morto, recorrência, tiro

               
              
            
                

Deixe um comentário